Elvis 1956


domingo, 8 de novembro de 2015

NOVO DISCO DE ELVIS PRESLEY É O MAIS VENDIDO NA INGLATERRA E PROMETE SER O MAIOR LANÇAMENTO DO ANO


Imagem relacionada

O álbum "If I Can Dream" de Elvis Presley  estreou no topo da parada britânica desta semana. O disco traz a Royal Philarmonic Orchestra "acompanhando" o cantor morto em 1977. Para se conseguir isso, a voz original presente nas gravações foi isolada e superposta aos novos instrumentais.

Esse foi o 12° álbum do "rei do rock" a chegar ao número 1 no Reino Unido. Ele agora além de ser o artista masculino com o maior número de álbuns no topo da parada britânica, está empatado com Madonna e atrás apenas dos Beatles (com 15) na contagem geral.

O segundo lugar da semana também foi para um artista veterano, mas esse ainda está bastante vivo. Falamos de Rod Stewart com "Another Country". Logo em seguida temos a terceira estreia do top cinco: o álbum homônimo de Guy Garvey, o primeiro trabalho solo do vocalista do Elbow.

Fechando a lista dos cinco mais vendidos, "x" de Ed Sheeran subiu três postos e acabou no quarto lugar, e "I Cry When I Laugh" de Jess Glynne foi da sexta para a quinta colocação.

Os mais novos lançamentos de James Morrison Jack Pack, Def Leppard e Skindred, além da mais recente coletânea do Erasure e a trilha sonora do documentário "Amy" (sobre Amy Winehouse) foram as outras novidades do top 40.

Nas Notícias do Vagalume você sabe quem está se dando bem nas paradas de sucesso mais concorridas do mundo!

quinta-feira, 2 de julho de 2015

Elvis Presley entra para a lista de "Ícones Musicais" do correio norte-americano




O músico será homenageado com um ‘forever stamp’, um selo permanente
Elvis Presley vai ser homenageado com um selo da coleção Music Icons do correio norte-americano, estampando mais um dos ‘forever stamps’, selos permanentes – que já contam com edições em tributo a Ray Charles, Johnny Cash, Lydia Mendoza, Jimi Hendrix e Janis Joplin. A estampa vai estar disponível a partir do dia 12 de agosto, quando acontece em Graceland uma cerimônia oficial de lançamento, como parte da comemoração anual Elvis Week. A série Music Icons foi lançada pelo correio norte-americano em 2013, como um tributo a “músicos amados, cujo trabalho e estilo de vida quebraram barreiras na música.”


Falando em Elvis: uma exposição permanente em homenagem ao artista está aberta em Las Vegas, no Westgate Resort & Casino, onde o cantor fez mais de 600 shows. O nome Graceland Presents ELVIS: The Exhibition – The Show – The Experience já dá uma boa ideia de como é a mostra, que conta com literalmente centenas de itens jamais vistos fora de Graceland, a famosa propriedade de Elvis em Memphis. O Westgate também vai estrear um novo espetáculo e abrir uma nova capela para casamentos, tudo em homenagem ao músico. “É uma verdadeira honra unir forças a Graceland para trazer Elvis de volta ao Wetsgate”, comentou David Siegel, CEO do resort, em um comunicado oficial. A exposição está aberta desde o final de abril.


FONTE DE INFORMAÇOES BLOG ITAPEMA FOTO DIEGO ELVIS

quarta-feira, 1 de julho de 2015

ELVIS E SUA VISÃO DA MUSICA NO FUTURO






LEITURA DIRIGIDA AOS FÃS DE ELVIS PRESLEY, CONTRABAIXISTAS E MÚSICOS EM GERAL...
Uma fixação de Elvis Presley era o contrabaixo elétrico, um instrumento surgido no início dos anos 1950, embora ainda novidade para alguns naquele ano de 1957. Talvez inconscientemente, uma vez que era dotado de um incrível dom musical, Elvis já percebesse que o contrabaixo era o instrumento mais importante numa banda e estava ficando quase impossível, nos shows ao vivo, sonorizar o incomodo baixo acústico do seu contrabaixista Bill Black
Elvis pegou o telefone em Graceland, decidido a comprar um Precision Bass Fender para Bill.
O vendedor da loja atendeu ao telefonema:
- K.O. Houck Piano Co. de Memphis, boa tarde. Em que posso ajudar?
O próprio Elvis estava no fone:
- “Eu quero adquirir um daqueles baixos portáteis. Você sabe, né? Um elétrico”.
E o instrumento foi entregue em Graceland.
Além de moderno e quase no formato e tamanho de uma guitarra, o baixo elétrico ocuparia bem menos espaço que o grande “rabecão” e resolveria o problema de som nos palcos, mas Bill Black preferiu utilizar os dois baixos, tanto nos palcos como nos estúdios. O elétrico ainda era estranho para ele.
Sempre houve descrédito na musicalidade do contrabaixista Bill Black. Muitos eram de opinião que seu irmão Johnny Black, que tocava na banda de Johnny Burnette, era bem melhor. Mas nos shows de Elvis, a presença de palco de Bill compensava. Ao contrário do introvertido guitarrista Scotty Moore, o contrabaixista Bill Black dançava, cantava, gritava, sentava no grande instrumento como se estivesse cavalgando, cenografia que muito contribuiu para a desenvoltura de Elvis no começo de sua carreira. Quantas não foram às vezes, no início de tudo, em que o mascador de chiclete Bill Black se via obrigado a animar o show quando a figura e os trejeitos inusitados de Elvis não eram aceitos por algumas platéias. A técnica de slap de Bill no baixo acústico, sua pegada enfim, é lendária e muitos ainda hoje tentam imitá-lo, além do seu bom humor que divertia a todos nas viagens e gravações.
O próprio Sam Phillips afirmou:
- “Bill Black era tecnicamente um dos piores baixistas do mundo. Mas gente, como ele batia (slaping) naquelas cordas!”
O Coronel, por seu lado, não após Bill Black ter rodado seu instrumento, levantado os braços e soltado um grito, o que muito motivou a platéia de marujos durante o show que Elvis realizou no convés do navio no programa de Milton Berle.
O Coronel ordenou para que o contrabaixista não fosse tão aparecido no palco:
- Menos, Bill, menos. O artista é Elvis!
Bill Black já se aborrecera com o Coronel e suas repetidas piadas menosprezando contrabaixistas:
- Sabe qual é a diferença entre um contrabaixo e um caixão? No caixão o defunto fica do lado de dentro! Ah Ah Ah Ah!
- Sabe quantos contrabaixistas são necessários para trocar uma lâmpada? Nenhum. Porque o pianista pode fazê-lo com sua mão esquerda!* Ah Ah Ah Ah!
Uma clara alusão no fato de a mão esquerda do pianista fazer a levada musical, os acordes e o baixo nas teclas graves no piano.
Anedotas à parte, se ouvirmos atentamente a gravação original da música “Jailhouse Rock” percebemos que o contrabaixo dá um break no final da música preparando novamente para a primeira parte, enquanto Elvis e os outros músicos, seguindo o arranjo, vão para o final em fade out. Daí o baixo, se corrige, volta ao arranjo, pegando o fio da meada. Comentou-se também que na gravação do rock “Baby I Don´t Care”, Bill Black não conseguia se acertar com o baixo elétrico. Não se acostumara com um instrumento pequeno. Para complicar, embora o contrabaixo seja quase sempre o componente mais importante, o Fenderbass tinha um papel vital em “Baby I Don´t Care”.
- “Nervoso, Bill joga o baixo no chão e sai do estúdio. Elvis Presley então pega o Fender e ele mesmo grava a música. (!?).”
Pelo menos foi o que me contaram e a foto tenta mostrar.
Trecho condensado do vol. 1 da 5ª ed. do livro "Elvis. Mito & Realidade".



FONTE DE INFORMAÇOES MAURICIO CAMARGO BRITO AUTOR DO LIVRO ELVIS MITO E REALIDADE

REVISTA DO ANO DE 1973 GARANTIA QUE ELVIS PRESLEY E ANN - MARGRET AINDA TERIAM UM RELACIONAMENTO



Talvez O Maior Buchicho Que Estourou Nas Revistas E Tabloides De Cinema No Ano De 1964 Foi O, Caso De Amor Entre ELVIS PRESLEY E ANN- MARGRET,, O Rei Já Havia Visto A Bela No filme baybayBird e se encantou pela bela estrela e quando a MGM colocou O REI  em mais um projeto nas telas do cinema adivinhe quem O REI exigiu que fosse seu par romântico logico que a bela ANN e durante o filme eles tiveram um relacionamento quente como o próprio REI disse ao coronel o caso rolou durante todo o filme e até muito tempo depois há quem diga que O REI tinha a intenção de deixar priscilla para se casar com ANN e a revista garante que os dois ainda teriam um relacionamento no ano de 73 se é verdade ou não só ANN pode confirmar mas sabemos que isso ela já mais fara,,,,

segunda-feira, 29 de junho de 2015

FOTO DO DIA




o ano de 1972 foi um dos anos mais movimentados da brilhante carreira de ELVIS PRESLEY perdendo apenas para o ano de 1956 ano em que Elvis foi abraçado pelos braços do mundo quando se tornou o ator mais rentável do cinema americano,, em  1972 Elvis era o dono do mundo fazendo shows por quase todas as cidades dos estados unidos sempre arrastando multidões shows com lotação esgotada apesar de sua vida com a esposa estar ruindo mas O REI esqueceu de si para dedicar amor há sua imensa legião de adoradores o sucesso de Elvis era tão grande que foi proposto ao REI um documentário intimo de sua vida que mostraria Elvis um pouco diferente ao mundo mostraria Elvis por de traz dos palcos antes dos super shows e depois ao entrar na sua super limosine e ir para a próxima cidade O REI aceitou esta proposta e no ano de 1972 foi feito Elvis on Tour um documentário perfeito ganhador do premio globo de ouro como o melhor documentário do ano de 1972 e um dos melhores na historia da musica,, depois deste grande sucesso O REI voltou para LAS VEGAS para mais shows com lotação esgotada sempre com muito sucesso
A FOTO ACIMA É DA TERCEIRA TEMPORADA DO REI EM VEGAS NO ANO DE 1972

Festival reúne covers de Elvis Presley em BH




Atrações de Porto Alegre (Di Presley) e São Paulo (Adam Presley, Elvisback Big Band e Heitor Crespo) vão animar o Elvis Fest Minas, cuja segunda edição será realizada amanhã e sábado, no Teatro Alterosa, em Belo Horizonte. Estarão em cena homenagens ao ídolo do rock’n’roll, cuja consagrada trajetória atravessa décadas como a (re) afirmar a máxima de que Elvis, realmente, vive.

Que o diga o cover Di Presley. Depois de vencer os principais festivais do gênero mundo afora revivendo o ídolo, ele se prepara para disputar o maior deles, realizado nos Estados Unidos. Com pouquíssimos ingressos para sábado, o Elvis Fest Minas será aberto amanhã comshow em que cada atração representará o ídolo em fases distintas de sua trajetória.

VOLTA

Enquanto Di Presley representa o Elvis dos anos 1970, Adam Presley se responsabiliza pelas décadas de 1950 e 1960 – sobretudo quando o cantor decidiu voltar aos palcos, em 1968, depois de passar anos se dedicando ao cinema. A banda Elvisback Big Band, cujo guitarrista é Heitor Crespo, acompanha os dois.

Adam Presley, de 25 anos, conta que a carreira como cover de Elvis Presley surgiu por acaso, em 2006. “Comecei assistindo a eventos de fã-clubes e fui me motivando a fazer shows ao vivo com banda”, diz o cantor paulista.

Classificado em terceiro lugar em um festival de covers norte-americano, Adam optou por se dedicar ao período da carreira do ídolo que melhor se adaptava à sua idade. Daí a preferência por Elvis Presley mais jovem, que brilhava na música e, principalmente, no cinema.

O Elvis Fest Minas é uma realização do Fã-Clube Elvis Uai, presidido pelo produtor Paulo Bonfim. Parte da renda será revertida para o Instituto Novo Céu, que funciona no Bairro Jardim Laguna, em Contagem, atendendo crianças com paralisia cerebral.

A primeira edição do festival, ocorrida no ano passado, reuniu cerca de 500 fãs de Elvis Presley no Clube dos Oficiais da Polícia Militar de Minas Gerais, na capital. Agora, a expectativa é esgotar as entradas para as duas noites no Teatro Alterosa, que tem capacidade para receber 320 pessoas.

Segundo Paulo Bonfim, o fã-clube mineiro reúne cerca de 150 admiradores do cantor americano. A página oficial do grupo soma cerca de 3 mil acessos.

Ícone do século 20

Ícone da cultura pop, Elvis Presley (1935-1977) ajudou a construir o imaginário do século 20. Cantor e ator, ele influenciou a maneira de vestir, falar, dançar e de se comportar de jovens de todo o mundo – ganhou até o apelido Elvis The Pelvis, com suas coreografias sensuais e calientes. Garoto pobre criado no Sul dos Estados Unidos, Elvis Aron Presley começou a chamar a atenção em 1954. Fez sucesso nos palcos e no cinema. Enfrentou a decadência no fim da vida, engordou, mas deixou como legado um exército globalizado de covers
.

ELVIS FEST MINAS II


FONTE DE INFORMAÇOES SITE UAI.COM

domingo, 28 de junho de 2015

FOTO DO DIA



a amizade entre ELVIS PRESLEY e o fantástico cantor de voz grave JD SUMNER
chegava há ser muito além de uma amizade chegava há ser um relacionamento de pai e filho pois é assim que JD sempre considerou o rei como sendo seu filho pois o carinho entre os dois vinha de longa data desde os tempos em que ELVIS era apenas uma criança e quando ficava sabendo que  os jordanaires grupo de seu maior ídolo JD SUMNER  iria se apresentar e o pequeno ELVIS fazia de tudo para velos um dia foi pego tentando entrar escondido mas foi pego pelo próprio JD que quando descobriu que o pequeno ELVIS tinha paixão pelo gospel resolveu deixar que o pequeno Elvis entrasse de graça em todos os shows do grupo e quem diria que anos depois o pequeno PRESLEY se tornaria o artista mais famoso da terra e que teria seu ídolo cantando ao seu lado isso aconteceu pela primeira vez em 1971 pois o lendário JD havia montado um outro quarteto com o nome de THE STAMPS QUARTET e por um convite do REI os the stamps foram o grupo escolhido para o ano de 1971 e o sucesso foi tanto que o grupo se tornou uma atração a parte nos shows de Elvis principalmente JD com sua voz sem igual o amor de Elvis por JD era tanto que em 1975 durante um show o rei parou o show para falar sobre JD e ao final disse ao seu ídolo devo tanto há você por eu estar aqui hoje que quero lhe dar um presente e o REI tirou do dedo um anel com o TCB que era sua marca pessoal e deu para seu ídolo e disse amo você JD,,, um outro fato curioso é que no ano de 1977 um dia antes de morrer ELVIS ligou para JD e disse que queria velo para conversar e infelizmente JD não pode ir e O REI se foi sem poder dizer oque queira para JD isso foi algo que JD se culpou por toda vida


NA FOTO ACIMA ELVIS BRINCA COM JD FOTO DO ANO DE 1976,,, O LENDARIO CANTOR JD SUMNER MORREU EM 16 DE NOVEMBRO DE 1998

sábado, 27 de junho de 2015

FOTO DO DIA




diferente do que muita gente sem informação e que se diz ser fã de ELVIS pensa o ano de 1976 foi um ano de muitos shows para ELVIS pois os anos de 76 e 77 foram os anos em que ELVIS mais se apresentou ao vivo, o ano de 1976 também seria marcado como o ano em que se encerraria as temporadas em LAS VEGAS mas foi um encerramento digno de UM REI que é oque ELVIS PRESLEY sempre foi o ultimo show do REI em VEGAS foi o melhor e o mais visto naquele ano em toda historia da musica e a maior lotação de LAS VEGAS perdendo apenas para o show de estreia do próprio ELVIS em LAS VEGAS no ano de 1969 o show de estreia do REI EM VEGAS foi mais assistido do que há chegada do homem na lua naquele mesmo ano e isso é um fato histórico até hoje


OBS A FOTO ACIMA PERTENCE AO ULTIMO SHOW DA TEMPORADA  DE ELVIS EM LAS VEGAS NO ANO DE 1976 O NOME DESTE JUMP É Indian father  OU pai indiano em português

sexta-feira, 26 de junho de 2015

FOTO DO DIA




ELVIS PRESLEY não era apenas conhecido por ser O REI DO ROCK N ROLL  mas também tinha fama de ser O REI dos carros e motocicletas Elvis sempre teve verdadeira paixão por carros e motocicletas desde de seus tempos de jovem caminhoneiro pelas estradas de Memphis o próprio Elvis dizia sonhar com o dia em que teria muitos carros e isso começou há acontecer em 1954 quando do dia para noite se tornou o homem mais famoso dos estados unidos e daria seu primeiro carro em sua vida foi um presente todo especial para sua amada mãe Gladys um cadillac cor de rosa mas sua mãe nunca o dirigiu e Elvis sempre levava os pais para todo o lado no belo carro e este lendário veiculo se tornou sua marca registrada esta bela maquina esta em graceland até os dias de hoje é o carro mais fotografado de toda a imensa coleção de Elvis,,
O REI teve milhares da carros durante toda sua vida O REI as vezes passava horas em revendedoras de carros e chegava há gastar milhões em um só dia e dava carros para todos os caras de sua máfia de Memphis e até para pessoas que nunca havia visto em sua vida,, um dia Elvis estava entediado e do nada disse ao seu pessoal galera vamos fazer compras e a turma partiu em direção a uma revendedora de carros de Memphis em um só dia O REI comprou tantos carros que o dono do local até presenteou ELVIS com uma placa de ouro com seu nome e o nome de toda turma da máfia de Memphis,,,
talvez uma das maiores loucura que O REI tenha feito com carros foi quando teve a ideia de pintar um cadillac com uma tinta com lascas de ouro misturadas coisas que ninguém havia visto antes mas O REI não deu muita sorte com seu novo presente pois ao sair para um jantar em seu belo veiculo ao entrar no restaurante enquanto estava lá dentro um grupo de mulheres riscou todo o belo carro com números de telefones e palavras de amor ao REI ao sair Elvis ficou tão furioso que ao retornar para casa disse aos amigos tirem esta droga daqui não quero mais olhar para isso e belo carro ficou um bom tempo parado na garagem mas como sempre o  coronel teve uma brilhante ideia vender o carro e isso foi oque aconteceu algum tempo depois o carro foi comprado por um museu e hoje o carro viaja mundo a fora em salões de exibição e ganhou o titulo de o carro de ouro de Elvis Presley..
um fato curioso também aconteceu quando em um belo dia O REI estava mais uma vez em sua diversão matinal comprar carros e uma mulher estava abismada olhando tudo aquilo e ELVIS há viu pelo vidro foi até seu encontro e perguntou seu nome e disse gostou do carro ela disse é lindo mas não tenho dinheiro para ele O REI respondeu não se preocupe o carro é seu e disse ao dono meu amigo de o carro para esta mulher e ela começou a chorar e dizer hoo nossa é serio deus abençoe muito você  ELVIS


OBS A FOTO ACIMA MOSTRA ELVIS E PRISCILLA EM UM DE SEUS MUITOS CARROS,,, FOTO DE MEADOS DOS ANOS 60

LIVRO ELVIS WHAT HAPPENED ? PARTE 18




CONTINUAÇAO DO LIVRO ELVIS WHAT HAPPENED ? CAPITULO 17


ELVIS: O QUE ACONTECEU?

Não importa quantas mulheres Elvis
Presley teve no passado, e não importa
quantas ele tem no futuro, é claro que há
apenas uma mulher a quem ele sempre terá
uma forte atração romântica. E essa mulher
é delicada, sofisticada, ela é Priscilla
Beaulieu Presley. Ambos tinham amor
genuíno um pelo outro, e mesmo que ela
deixou Presley por outro homem, nenhum
outro homem teve uma influência tão
duradoura no seu crescimento como ele
teve. Depois de todas as revistas de fãs com
fotos brilhantes e histórias são digeridas,
deve ser lembrado, que Presley
praticamente levantou Priscilla, a partir do
momento que ela era uma estudante de
quinze anos de idade, até que finalmente
eles se separaram em uma explosão de
raiva, egoísmo e incompreensão.
Os "fãs" de Presley, que traçam um gráfico
do dia-a-dia de ambos, muitas vezes
teorizam que eventualmente, quando
Presley estiver com 60 anos e Priscilla com

50 anos, depois de uma vida "fazendo suas
coisa separados" eles podem reconciliar-se.
"
Não é uma teoria totalmente bizarra. Há
uma ligação incrível de lealdade entre eles,
bem como a linda filha deles. Nunca irá
permitir que uma palavra ruim seja dita
contra eles.
Presley conheçeu Priscila na Alemanha, nos
meses finais de seu serviço militar. Red
recorda: "Eu tive de voltar para Memphis
antes de Elvis." Eu estava causando muitos
problemas com as minhas brigas nos bares,
e eu não estava chegando a lugar nenhum.
Eu saí logo após uma briga no "Beck's Beer
Bar" com um valentão que eles chamava de
"Touro Mexicano."
Um dos clientes que viu Red demolir o
"Touro Mexicano" naquela noite, foi Joe
Esposito, o recruta perspicaz de Chicago.
Que mais tarde foi selecionado por Presley
e tornou-se "um dos rapazes". Diamond
Joe ficou impressionado com a ação de
Red, e anos depois, somente foi feliz
quando deixou ele no comando dos
"Guardas costas do Rei do Rock"

Presley voltou para Fort Dix, Nova Jersey,
em 3 de Março de 1960. Col. Tom Parker
tinha alimentando as chamas da
publicidade em proporções histéricas. Só a
"terceira guerra mundial" poderia ter tirado
Presley das primeiras páginas naquele dia.
Dentro de uma semana, ele estava de volta
em Graceland e trocou as botas do exército
por seus sapatos de camurça azul. Red, que
estava em Los Angeles nesse tempo
escrevendo canções, logo fez o seu caminho
de volta para a meca de Presley no refúgio
de Graceland. "Ele tinha uma namorada na
época", diz Red ", e eu não vou mencionar o
nome dela, porque o que Elvis nós disse, só
poderia constrangê-la. Mas ele disse:"está
na hora de eu ter uma garota um pouco
mais "esperta."
Nós não sabíamos o que ele queria dizer,
mas depois de um tempo ele continuou a
falar sobre essa garota "Priscilla" que ele
conheceu na Alemanha depois que eu fui
embora.
Quando ele me disse, que ela não tinha
quinze anos, eu quase tive um ataque
cardíaco. Ele me assegurou que esta garota


ELVIS: O QUE ACONTECEU?

garota
era muito diferente, das garotas de
Memphis, e eu estava preparado para não
acreditar nele. De qualquer forma, ela havia
sido apresentada a ele por um cara dos
Serviços Especiais com o nome de Curry
Grant.
Elvis começou a falar mais e mais sobre
esta garota enquanto o ano passava. E
acredito que ele mesmo escreveu-lhe uma
carta, que eu posso dizer que é quase
inédito para Elvis. Um monte de coisas
foram acontecendo. Começamos nossos
horários de filmagens. iniciando as
filmagens de "G. I. Blues". e nós sempre
trazia as garotas para ele. Não é que nós
estávamos procurando garotas, mas ele
ainda era um pouco tímido com elas.
sobre como fazer a primeira abordagem.
Naquela noite, eles estariam na cama. Esse
"encanto", cara, isso somente escorria dele.
Mas ele ainda sempre voltava a falar sobre
Priscilla.
"Nós estávamos tendo muita diversão
naqueles dias em Memphis, quando não
estávamos em Hollywood. Sonny se juntou
ao grupo, e nós estávamos no parque de

diversões de "Wimpy Adam" andando de
carros-bate-bate e nas montanhas-russas, e
nós fomos patinar como tolos no "Arco-íris
pista de patinação no gelo."
Apesar das muitas mulheres que Presley
estava vendo, ele sempre lembrava da
garota na Alemanha. Ele fez várias
chamadas telefônicas de longa distância
para ela. E para os rapazes, Red, Sonny,
Lamar Fike, Charlie Hodge, e seu primo
Gene Smith, Alan Fortes, é uma nova
adição, o "Yankee", Joe Esposito, parecia
que o patrão deles, estava finalmente
apaixonado. Presley providenciou para que
Priscilla, filha de um capitão da Força
Aérea, que mais tarde se tornou um
coronel, viesse visitá-lo no Natal de 1960.
Presley queria ver se ele estava realmente
apaixonado, ou se ele foi apenas "atingido"
por uma pura e bonita estudante.
Sonny estava em Graceland no momento.
"Elvis foi sozinho para o aeroporto para
recebê-la", ele diz "e todos os rapazes
estavam na sala de estar em Graceland. Nós
não sabíamos o que esperar, mas nós
eramos rapazes sulistas, e uma garota de
quinze anos de idade em Memphis, era

alguém que dava risadinhas e falava sobre a
acne dos meninos. De qualquer forma,
naquela tarde, pouco antes do Natal, ele
entra com ela. Cara, ela era tudo o que ele
tinha dito que ela era. Ela parecia muito
mais velha do que quinze anos, mas não de
uma forma barata, ela era muito madura
para a idade.
Ela tinha sido muito criança no serviço. Ela
não sabia nada sobre os homens, não tinha
uma experiência com eles pelo que eu sei,
mas ela parecia tão madura, como eu e
todos os caras juntos. Elvis tinha
combinado com o pai de Priscilla que sua
filha ficaria na casa de Vernon. Vernon
estava vivendo com Dee em outra casa do
outro lado na parte de trás da casa de Elvis
em Graceland. Havia um pasto e, em
seguida, a casa de Vernon. Ela estava lá o
tempo todo, cerca de duas semanas, foi um
acontecimento muito tranquilo. Jantares
em casa, pequenas festas com os rapazes, e
eu acho que nós fomos para o parque de
diversões e assistimos filmes, não existia
tempos selvagens. Priscilla tinha uma
maneira muito fácil de lidar com ela. Ela
tinha uma bonita e agradável risada. Ela
Resultado de imagem para elvis 1974



ELVIS: O QUE ACONTECEU?


não tinha nenhuma intimidade com Elvis, e
os rapazes não eram atrevidos. Ela era
somente correta. Cara, ela se encaixava
perfeitamente. Não havia dúvida de que
Elvis tinha conseguido para ele uma garota
incrível.
Depois que Priscilla retornou a Alemanha,
Presley entrevistou os rapazes para saber
qual foi a reação deles em relação a ela.
Foram os primeiros dias da Máfia de
Memphis, e tudo foi muito mais
democrático, do que nos anos vindouros, os
membros da comitiva, não necessariamente
disseram o que eles pensavam, mas, Presley
queria ouvir deles. No entanto, para um
homem, eles concordaram que Priscilla foi
a melhor coisa, desde o "frango frito."
Presley, estava bastante impressionado
com a reação deles.
Sonny lembra, que Presley fez a sua mente
dizendo que ele não podia continuar a viver
nos Estados Unidos, se ela estava indo
morar na Alemanha com os Pais dela."Ele
começou a fazer arranjos", diz Sonny, "para
ela voltar para os Estados Unidos." Ele
passou muito tempo conversando com o
Pai dela no telefone. Agora o Capitão

Beaulieu era um indivíduo muito
inteligente. Ele de repente, não deixaria sua
filha morar fora com um símbolo sexual
com a reputação igual a dele. Elvis
realmente tinha que verter isso em seu
favor. Elvis disse ao Pai dela, que ele
precisava dela, que ele amava ela, e que ele
iria respeitá-la de todas as maneiras
possíveis, que o Pai dela queria que ela
fosse respeitada. Ele disse, que ele desejava
se casar com ela um dia, e ele se
comprometeu a colocá-la na escola até ela
se formar. ele nos disse, que Priscilla era a
garota que ele queria se casar, porque ele
achava, que merecia algo melhor do que as
garotas que ele estava saindo em
Hollywood.
Presley, finalmente conquistou o Capitão
Beaulieu, e foi decidido, que Priscilla iria
morar com Vernon e Dee, e que Presley
poderia colocá-la na escola. Os rapazes,
estavam todos animados para encontrá-la
no aeroporto, quando ela finalmente
chegou. Sonny lembra, que ela parecia
ainda melhor nesta segunda vez. Red viu
ela brevemente.

Depois, eu estava na cozinha em Graceland,
e ela estava lá, Nossa, cada parte do corpo
dela era perfeito. A grande coisa sobre ela,
foi sua maneira educada. Você sempre se
sentia calmo perto dela. Ela parecia, um
pouco mais velha do que quinze anos, e ela
conversava de uma maneira adulta, ela era
muito sofisticada.
Priscilla era católica, por isso Presley teve
sua matricula feita na escola da Imaculada
Conceição, que ficava na esquina do
estacionamento e da Avenida Lamar. Os
rapazes costumava chamá-la de "Ala das
Virgens."
No início de seus dias de escola, Presley
costumava levá-la para a escola em uma de
suas enormes frotas de carros. Para o Sul,
naqueles dias, era um pouco bizarro, mas
não havia muitos comentários na imprensa.
Mais uma vez a mão hábil do Coronel Tom
Parker foi sentida. Red e Sonny ainda são
admirados, que não foi feito "comentários"
do romance de Presley na imprensa.
Mesmo as revistas dos fãs pisou bastante
leve. Coronel Tom convenceu a todos que
Priscilla estava vivendo com Vernon e Dee,

e que absolutamente tudo estava em cima
da mesa.
Assim que Priscilla tinha idade suficiente
para dirigir, Presley comprou primeiro um
"Corvair" e, em seguida um Lavanda
"Chevy cupê esportivo". Ela vivia em uma
mansão, ela teve a melhor escolaridade,
tudo que o dinheiro podia comprar, ela
tinha o símbolo sexual de todos os símbolos
sexuais apaixonado por ela. O que mais ela
poderia querer? com o passar dos anos e a
personalidade de Priscilla desenvolvida, ela
descobriu que havia muito mais na vida do
que a riqueza. Ela percebeu isso claramente
em 1972, quando ela se sentia uma
potencial prisioneira em uma gaiola
dourada.
Presley sempre manteve Priscilla em um
"pedestal". Isso foi como tudo o que ele fez,
diz Sonny. Ele conseguiu o que queria,
colocá-la fora da comitiva, e ele passou a
desejar outra coisa. Priscilla poderia ter
qualquer coisa que ela quisesse. mas, a
coisa que ela mais queria era Elvis. Nos
últimos dois anos ela estava com ele o
tempo todo, e agora ele estava longe dela
85% do tempo. Ela não iria vê-lo durante

sete semanas de cada vez. Em seguida, eles
iriam passar o fim de semana juntos e
então ele estava fora novamente. Ela
poderia comprar todas as roupas e jóias
que ela queria e Elvis não teria dito uma
palavra, mas ela não queria isso. Ela não
era um gastador pesado, quando você
pensa que tem outras garotas que estão o
tempo todo em torno dele. Ela só queria
uma vida normal. Mas, os finais de semana
de Presley, consistia em ficar na cama o dia
todo em estado de embriaguez causada
pelas anfetaminas. Houve tempo em que eu
não iria vê-lo por uma semana. Ele só
queria ficar naquele quarto tomando
pílulas, assistindo televisão, e assistindo a
televisão do "circuito fechado" que
mostrava toda a casa. Ela não queria esse
tipo de vida. ela queria fazer alguma coisa
para o futuro dela, ela queria sair e
desfrutar a vida. Ela não queria ficar em
um quarto de hotel durante todo o dia, ou
no quarto de Graceland o dia todo e depois
dormir.
Mas em dias anteriores, Presley viveu com
uma vibração genuína, mesmo que tenha
sido com ajuda de pílulas de "Dexedrine"

aqui e ali. Ele tinha uma bela luxúria,
irresponsável pela vida que nunca o deixava
satisfeito. Ele estava namorando com
diversas atrizes de Hollywood em suas
várias atribuições nos filmes, e ele também
poderia até mesmo brincar um pouco em
Memphis. A Máfia de Memphis ficaria no
quarto dos fundos de um lugar chamado
"Chennaults". Isso foi especialmente
isolado para eles e não havia muita ação.
Red lembra, que Presley não poderia se
importar menos sobre suas "várias
namoradas" saberem uma sobre a outra.
"Mas ele sempre foi cuidadoso para nunca
jogar qualquer coisa no rosto de Priscilla,
ele disse. "Qualquer sugestão de que ele
estava se divertindo com outras garotas",
seria ferozmente negado por Elvis. Mais
tarde, quando os colunistas de fofocas
começaram a pegar coisas, um monte
dessas coisas era verdade, ele simplesmente
negava tudo sem rodeios, e chamava toda a
publicidade de mentirosa. Ele foi muito
convincente, porque na época os colunistas
publicaram sobre a história de uma garota
que ele estava vendo, ele voltaria para
Memphis, e ele poderia virar a história e

dizer que esses colunistas tinha inventado
mentiras que ele estava saindo com outra
garota enquanto ele estava com Priscilla.
"Quando ela era mais jovem", eu acho que
ela engoliu isso, não tanto depois. Mas
naqueles dias, quando ele estava com
Priscilla, ele não falava de Hollywood, ele
foi muito atencioso e muito carinhoso com
ela.
Esses primeiros tempos em Graceland, são
considerados como os melhores anos da
vida da Máfia de Memphis. Presley estava
fazendo até três milhões de dólares por
ano, e ele queria ter certeza de que este
dinheiro estava sendo gasto em diversão
para ele e os rapazes. Red e Sonny lembra,
que naqueles anos antes dele se casar com
Priscilla, esta foi a fase do "Elvis cowboy."
Isso foi o início de alguns hábitos de
compras muito bizarros.
Bem, diz Red com mais uma pitada de
nostalgia na voz, "isso começou com Elvis
comprando para Priscilla um cavalo".
Agora ela não tinha ninguém para andar,
então, Elvis comprou para a prima dele
Patsy Presley um cavalo então, ela podia
andar com ela. Então, ele comprou um
 




ELVIS: O QUE ACONTECEU?
cavalo para ele também. E quando ele nos
viu olhando tristemente para eles
montando os cavalos, ele decidiu que todos
nós deveriamos ter cavalos também. ele
comprou para cada um de nós um cavalo.
Graceland tinha apenas treze acres, e
quando, Red acidentalmente correu e
derrubou Presley do cavalo, e a cartilagem
se deslocou e caiu no peito dele, Presley
decidiu que era um belo tempo para obter
um lugar especial para os cavalos para que
eles pudessem montá-los e correr sem
atropelar um ao outro.
Ele encontrou um pequeno local agradável
nos limites da fronteira do Mississippi, não
muito longe de Graceland. Foi uma bela
propriedade de 150 hectares, de
propriedade de um fazendeiro local
chamado "Jack Adams". Ele pagou um
excesso de "meio milhão de dólares" por
isso. Tinha um lago brilhante com afluentes
correndo e pontes pitorescas, "Agora", diz
Red ", ele decide, todos tem que trabalhar
no rancho.
Red diz, ele também decide que todos tem
de usar botas e chapéus de cowboy. E nós

estávamos indo para ser fazendeiros.
Tivemos que ter gado, então ele comprou
algumas cabeças de gado que foram
desenvolvidas para o "Rancho do Rei". Ele
não sabia o quão importante eles eram,
mas realmente eram gado de primeira.
Agora, cada fazenda tinha que ter uma
camionete, então ele comprou uma
camionete "Dodge". Em seguida, o mundo
desabou. Ele começou a comprar
camionetes para todos os rapazes, todos
eles tinham essas camionetes de
fazendeiros, camionetes das marcas:
"Rancheros, Cameros, El Caminos", acho
que Sonny se lembra, o preço foi de
"noventa e sete mil dólares" o valor das
compras da farra das camionetes.
Quando a notícia se espalhou sobre isso,
havia vendedores de caminhão alinhados
fora do rancho. Ele deu o nome de "Rancho
Sol Nascente". Do lado de fora do rancho,
havia vendedores de todas as partes do
mundo. Nós tentaríamos impedir ele de
sair para fora, literalmente tentar forçá-lo
de ir lá fora, a menos que um de nós estava
com ele, porque com certeza ele iria
comprar alguma coisa deles. Todo o

dinheiro. Ele poderia assinar e dizer:
"Entregue a conta para o meu Pai."
Lembro-me de um vendedor que tinha um
grande caminhão de três-cocheiras, em que
você poderia transportar cavalos. Enfim,
um cara vem para inspecionar o local, um
tipo muito tranquilo. Ele estava apenas
fazendo o trabalho dele, e Elvis olha para
este caminhão com três rebocadores que
ele não fazia uso. Ele disse para este
inspetor, que ele nunca tinha visto antes,
'Você gosta desse caminhão? O inspetor
olha tipo sonolento e diz: 'O quê?' Elvis
apenas faz sinal para o vendedor para fazer
um recibo, e ele dá para o cara e diz: 'Leveo,
homem, ele é seu. " O inspetor quase cai
morto no local. Eu acho que ele vendeu isso
por um bom dinheiro no dia seguinte.
Sonny continua: "Alan Fortas me disse uma
piada engraçada". Ele e Elvis, estão em pé
na frente do rancho, e todos estes
vendedores de caminhão estão lá fora. Elvis
sai com Alan Fortas. Ele olha para todos
esses caminhões, e ele diz a Alan,... "Faça a
sua escolha ", apontando para esses
caminhões de rancho. Alan responde:" Mas
"Elvis," Eu já tenho um. Elvis então olha

para um vendedor, que ele não conheçe e
diz: 'Bem, entregue para ele" e Alan diz pra
ele pacientemente, "Mas ele tem um,
também."
Então, Elvis olha para Alan como se ele
fosse louco e diz: "Bem, inferno, homem,
encontre algum filho da puta para entregar
isso"
Ele estava fazendo isso o tempo todo.
Mostre-lhe algo e ele iria comprar para
alguém. Agora ele não parou por aí. "A
Máfia de Memphis, os dez fortes, liderados
por Red e Sonny, deveria estar no rancho o
dia todo.
Galopando com seus cavalos, correndo com
seus caminhôes de reboque, eles manteria
seus espíritos elevados com as "pílulas" que
Presley generosamente distribuia. Mas a
tragédia foi que eles tiveram que voltar
para casa à noite e deixar para trás estes
fabulosos brinquedos no lugar.
Red relata: "Elvis, quando ele estava no
rancho, ele ficaria nesta casa de tijolos
muito agradável, muito confortável no
canto noroeste. Agora, por algum motivo
um dos vendedores que estava do lado de

fora, agarrou ele e de alguma forma lhe
vendeu um trailer, não era um trailer
comum, era um belo trailer de três quartos
que parecia mais uma casa que qualquer
outra coisa. Naqueles dias, em meados dos
anos sessenta, eu acho que isso custou mais
de 'quinze mil dólares'. Bem, isso começou
novamente, e todos nós ganhamos nossos
trailers. Em um momento ele tinha
comprado oito trailers, a um custo enorme,
e eles estavam todos alinhados em uma
fileira. Então ele contratou um cara para
colocar concreto embaixo deles e ligar
linhas de gás neles para torná-los
permanentes. Todos nós nos mudamos.
Nós ficamos no rancho por dias seguidos.
Alguns de nós se mudou com nossas
esposas. Isto foi realmente sensacional.
Andamos em nossos cavalos o dia todo,
brincamos de tiro ao alvo com todas as
armas dele. Elvis tinha um belo cavalo
palomino dourado que ele chamou de "Sol",
e ver todos eles "altos" tentando montar
esse cavalo foi como assistir "Lee Marvin"
montando o cavalo dele no filme de
comédia "Cat Ballou". Foi um grito.

Muito antes das "comunidades", diz Sonny,
Elvis queria que tivéssemos uma
comunidade, um lugar onde nós
poderíamos ter toda a diversão do mundo e
não ser incomodado por ninguém. Ele
queria ter uma espécie de "Jardim do
Éden." apenas uma comunidade ideal. Ele
estava muito feliz lá e nós também."
Red lembra que, após a farra da compra
dos cavalos, a farra da compra das
camionetes, e a farra da compra dos
caminhões de reboque. Presley decidiu que
ele precisava de um trator. No começo, ele
tinha um trator pequeno, mas que não era
poderoso o suficiente. Então, ele tem um
enorme trator de fazenda.
Nós vamos colocar uma sela no trator e
montá-lo, em volta do trator estava os
homens loucos. Muitas vezes, um cavaleiro,
iria pular fora da sela, e nós todos temos
que correr atrás do trator, que de repente
se tornou uma máquina de corrida sem
motorista. Nós todos estavámos "altos" e
levemente loucos, mas nada de ruim
aconteceu. Nós sempre fomos discípulos de
Elvis, em seguida, foi durante esse tempo
"antes dele se casar com Priscilla." Priscilla


ELVIS: O QUE ACONTECEU?"

Resultado de imagem para elvis 1972

ELVIS O QUE ACONTECEU?

parecia amar a ação e ela gostava de todos
os rapazes,"
Em julho de 1961, Red casou-se com sua
esposa, Pat. "Elvis veio ao casamento meia
hora atrasado, e mesmo assim, no
casamento, ele veio carregado com duas
armas na cintura", diz Red. " "Mas todos
pensamos que era um pouco de uma piada.
Qualquer coisa que ele fez, nós rimos.
As maratonas de gastos nunca terminava,
com Presley sempre pagando em dinheiro.
"Seu velho Pai Vernon, apenas suspirava
quando ele recebia as contas. Elvis iria rir e
dizer: 'Diabos, homem, há muito mais de
onde isso veio.
Ao contrário de outros artistas, Presley não
fez nenhuma "fantasia" de paraísos fiscais
para ele mesmo. Ele sempre deixou a
Receita Federal trabalhar na sua declaração
de impostos, e ele é provavelmente foi o
maior contribuinte individual do país. Red
recorda de Presley sempre maravilhado
com o caso de "Joe Louis", o lutador que
ganhou milhões de dólares e acordou uma
manhã para descobrir que ele estava falido,
ele devia à Receita Federal uma fortuna.

"Isso não vai acontecer comigo, cara",
Presley sempre dizia.
Você deve entender que uma grande coisa
estava fazendo Elizabeth Taylor recebendo
um milhão de dólares. Elvis estava
ganhando isso com a maioria das fotos que
ele fez ", diz Sonny. "Esse dinheiro só
estava se acumulando naquela maldita
conta bancária em milhões." Elvis não
podia gastá-lo rápido o suficiente "Muitas
dessas farras de gastos iria seguir em uma
série de ingestões de pílulas" Diz Red...
"Isso é como uma compulsão queimando
dentro dele," como quando Elvis começou
comprando um cavalo e acabou comprando
o rancho.
Quando os rapazes não estavam no rancho
"Sol Nascente" ou em Graceland, eles
estavam com o chefe deles em Hollywood,
enquanto ele estava fazendo filmes. Em
1966, Presley levou sua gangue para Los
Angeles e alugou um lugar enorme em
"Rocca Place, em Bel Air." Priscilla estava
morando com ele ligado e desligado entre
viagens para Memphis. Em uma noite
especial, Sonny estava dirigindo a limusine

Rolls Royce feita por encomenda para
Presley.
Nós estávamos voltando para "Rocca Place"
e estava uma daquela belas noites, ele diz:
"noite quente e clara" De repente, do nada.
Elvis diz. "Esta seria uma grande noite para
estar dirigindo um carro conversível".
"Bang", foi isso. Agora, estava na mente
dele para comprar um conversível, e então.
Ele me diz para virar e ir para a "Hillcrest
Motor Company", na Avenida Wilshire em
Beverly Hills. Nós entramos na
concessionária de carros, e lá estava este
genuíno e belo "Cadillac conversível preto".
Elvis tinha em sua mente que ele queria um
carro da cor "azul bebê". O vendedor não
tinha um carro com essa cor, mas ele nos
enviou para outra concessionária de carros
de nome "Lou Ehlers", mais abaixo na
Avenida Wilshire perto da Fairfax. Elvis
saiu do carro e caminhou até o escritório de
vendas ao mesmo tempo, eu estacionei o
carro. Enquanto eu estacionava o carro,
Elvis estava saindo do escritório de vendas,
e ele se aproximou de mim como eu estava
passando por este reluzente "conversível
Eldorado preto".

Elvis disse-me: "O que você acha daquele
carro Sonny?" e eu disse: "Deus todo poderoso,
eu acho ele lindo." Ele era polido
e brilhante como a luz da noite", e eu
pensei que era o único, que talvez eu
escolheria para comprar. Então ele se
aproxima de mim, e me entrega um
conjunto de chaves e diz: "é seu". Eu recuei
e disse; "de jeito nenhum, chefe, de jeito
nenhum". Oh, não, eu não quero que você
faça isso. Elvis não parava de rir e dizer.
"Vamos Sonny". Eu quero dar isso para
você. "E eu mal conseguia falar", porque eu
estava ficando emocionado e havia
lágrimas nos meus olhos, eu disse: "Mas
você está sempre dando coisas para nós." e
nós estamos sempre ganhando e nunca
dando nada em troca.
Ele diz: 'Vocês estão dando, quando vocês
não tem nada para me oferecer em troca"
Eu sempre recebo relatórios sobre você
Sonny, como você sempre fala bem de mim
quando eu não estou por perto, e você
nunca me coloca para baixo. Então, eu
quero que você tenha isso, cara. Você
merece isso.

Eu acabei aceitando. Foi um belo carro.
Elvis, então, cancelou seu "conversível azul
bebê" e comprou um "conversível preto"
para ele. "Eu acho que um conversível bebê
azul seria bom, mas um carro, deve sempre
ser preto ou branco." Elvis tinha saído do
estágio de "carros cor de rosa." Ele agora,
só queria "carros pretos ou brancos." Todos
os rapazes concordaram com ele, e
acharam melhor assim, porque no dia
seguinte, começou a farra de gastos
novamente.
Ele comprou para Red, um conversível
Eldorado preto, para Alan Fortes um
Cadillac branco conversível, para Jerry
Schilling um Cadillac branco conversível,
para Larry Geller, que cuidava do cabelo
dele, um Cadillac branco conversível, para
Richard Davis, seu valente, um Cadillac
branco conversível, para Marty Lacker, que
ajuda Joe Esposito como "capataz" da
turma, um sedã Cadillac de quatro portas, e
para Joe Esposito, o "único" que quebrou a
barreira, um Cadillac conversível marrom.
Presley pagou em dinheiro por todos eles, e
as taxas de impostos, ele estava dando
como se estivesse dando autógrafos. No dia

seguinte, na casa de Rocca Place, Sonny se
lembra, foi o "caos". Todo mundo estava
falando sobre seus carros. Tinha alguns
caras durões lá em cima, mas eu vi lágrimas
de emoção nos olhos deles.
Agora, nesta ocasião, eu não acho que seria
justo dizer que Elvis deu todos aqueles
carros como presentes porque ele estava
"bombardeado em pílulas." Isso era uma
ameaça real, ele tendo gestos generosos,
um belo gesto. Eu me lembro dele dizendo
"Cara, quando nós éramos crianças pobres
em Memphis, não havia um de nós, que
não tivesse o desejo que um dia nós
teríamos um "Cadillac conversível", era o
nosso sonho. Bem, agora realizamos o
nosso sonho." Quando eu penso de volta
para aquele aqueles anos, eu ainda posso
engasgar, porque ele realmente tinha
realizado o nosso sonho cara."
Antes do nosso sonho dos Cadillacs, foram
as motocicletas. E isso significava que todo
mundo iria passar pela "fase das
motocicletas." Ele comprou doze
motocicletas de uma só vez. "O revendedor
da loja de motocicletas ficou admirado", ele
exigiu um número de telefone para ele ligar

de volta, porque ele pensou que poderia ser
uma brincadeira sobre comprar as doze
motocicletas. Presley também comprou um
ônibus personalizado para toda a turma.
Durante todo este tempo, é claro. Priscilla
Beaulieu não só crescia, como ela estava se
tornando uma mulher madura, e que não
estava satisfeita de ser apenas a namorada
de Elvis Presley. Ela queria o casamento.
Seus pais estavam chamando Presley para
pedir educadamente se ele pretendia se
comportar honradamente na situação. Col.
Tom Parker não estava muito feliz também.
Até agora, ele tinha manipulado a imprensa
muito bem, mas quanto tempo iria durar?
Para o bem de todos, o coronel Tom queria
seu "menino Elvis" e Priscilla, fossem
marido e mulher.
Presley teve uma longa série de romances
com atrizes bem conhecidas e não tão bem
conhecidas, e ambos Red e Sonny, lembra
de ouvir várias cenas "acaloradas" entre
Presley e Priscilla.
diz Red. Eles tinham brigas, como qualquer
casal normal, mas ela tinha uma mente
própria. Ela tinha suspeitas de que ele

estava saindo com outras mulheres, mas ela
nunca realmente o pegou em flagrante. Ela
não ia ser feita de boba, eu garanto.
Sonny se lembra de uma discussão na casa
alugada de Bel Air em Rocca Place. Foi
quase ao mesmo tempo que Elvis estava
comprando nossos carros e outras coisas.
Eu sempre tenho a sensação de que nos
primeiros dias, Priscilla não gostava de nós
por perto o tempo todo. Ela nunca disse
nada, mas eu acho que ela teve muitas
discussões porque ele passou mais tempo
com os rapazes do que com ela. De
qualquer forma, esta discussão foi uma
beleza. Ele estava furioso e ela estava
realmente gritando. Nós estávamos a cerca
de três quartos de distância. mas você
podia ouvir os móveis se arrastando e as
coisas caindo no chão. Elvis sai, e ele está
extremamente calmo para alguém que
estava furioso e gritando. Ele disse
calmamente: "Eu apenas disse a ela para
embalar suas coisas e dar o fora."
Neste momento, ele está ajudando ela a
guardar as roupas na mala, ele está jogando

as roupas dela no chão. Bem, a mala dela
está pronta, e ele entra e diz:
"Agora tire suas roupas da mala, maldição,
você não vai a lugar nenhum."
Ele pode fazer uma pessoa se sentir muito
insegura com esse tipo de coisa; ele faz isso
com a gente o tempo todo, fazendo você
pensar que você não é tão seguro como
você deve ter pensado que você era. Foi
uma coisa de psicologia reversa.
Ambos Red e Sonny, acreditam que em
algum grau, Presley estava mantendo
Priscilla no 'equilíbrio', para que ela
pudesse se acostumar com o tratamento
para quando eles estivesse casados. Não há
dúvida na mente de qualquer homem, que
Presley tinha intenção de se casar
corretamente, embora, como muitos
homens em sua situação, ele não estava
com pressa.
Os rapazes nunca realmente chegaram
perto de Priscilla. Não que ela foi
reservada; ela não era. Ela foi
extremamente agradável. Mas eles
respeitavam sua posição, e também eles
não quiseram exagerar com a presença

deles já perceptível para uma mulher que
talvez não pudesse ser responsabilizada se
ela queria mais de Presley para si mesma.
Além disso, os rapazes estavam
simplesmente se divertindo muito.


ELVIS: O QUE ACONTECEU?"


Imagem relacionada

CONTINUA,,,,,,.........

quinta-feira, 25 de junho de 2015

FOTO DO DIA


Imagem relacionada

ELVIS PRESLEY a personalidade mais famosa que a terra já viu na historia tem o posto de o maior artista do século 20 o maior vendedor de discos no planeta esta no topo da historia do rock n roll como o rei absoluto mesmo com todo este poder O REI nunca negou um autografo ou foto há um fã em toda sua vida mesmo nas apreçadas saídas dos locais de seus milhares shows O REI sempre tinha tempo para mais um autografo ou mais uma foto tanto isso é verdade que Elvis chegou a dar autógrafos e ser até filmado nos braços de uma fã no tribunal da cidade de Memphis em 1956 depois de ter agredido um frentista de posto mas se acalmem queridos fãs a culpa não foi do nosso REI este foi um acontecimento curioso,, aconteceu quando ELVIS estacionou seu belo cadillac cor de vinho em frente ao posto e uma multidão de garotas se aglomerou em volta do carro Elvis não sabia oque fazer e como sempre só queria agradar começou há distribuir autógrafos para multidão de garotas nesse instante o infeliz frentista apareceu e começou a dizer ao REI olha cara eu não gosto de você tire o carro daqui nesse minuto ELVIS se virou e acertou um soco na testa do frentista e a confusão foi arma a policia foi chama e o caso foi parar no tribunal e este momento foi registrado em vídeo onde pode se ver que ELVIS apesar de estar em um tribunal depois que tudo passou deu autógrafos e até brinca com uma fã que o abraça e ele observa que ela tem uma aliança no dedo e no restante da imagem pode se ver o REI na porta do tribunal nova mente cercado por fãs e depois de horas dando autógrafos entra pacientemente em seu carro e vai embora
OBS A FOTO ACIMA MOSTRA ELVIS DANDO OUTOGRAFOS EM MEADOS DE 1969

quarta-feira, 24 de junho de 2015

FOTO DO DIA




este traje dourado é praticamente um mito ele representa totalmente o peso do nome que é ELVIS PRESLEY,, este traje icônico foi feito para o rei em 1957 há pedido do seu empresário coronel parker e foi usado em shows em nova York atlanta  feitos naquele mesmo ano e foi também neste mesmo ano em 1957 que ocorreu um fato histórico na carreira do REI e que nunca mais se faria nova mente que foram os shows fora dos estados unidos foram 3 shows na cidade de vancuver  no cada eventos que não contaram com a presença do sr tom parker já que o dito senhor era um imigrante irlandês que entro ilegalmente nos estados por este fato não podia sair dos estados unidos pois se isso acontecesse não teria mais retorno e perder uma mina de ouro inesgotável como ELVIS PRESLEY vamos combinar que é um péssimo negocio para uma raposa louca por dinheiro como o velho tom o mesmo aconteceria um ano depois em 1958 quando O REI deixaria seu trono no rock n roll para servir a pátria há serviço do exercito americano ELVIS foi designado para servir na Alemanha onde ELVIS ficou por 2 anos e mais uma vez o velho coronel ficou de fora quer dizer de fora em  partes pois ele mandou um batalhão de seus ratos pra seguirem ELVIS em todos os lugares e mais ainda entrou com uma permissão perante ao exercito americano para que ELVIS fosse filmado e fotografado durante os 2 anos de serviço pelo pais no exercito permissão que foi concedida e é até hoje uma das mais belas jogadas de publicidade da historia da musica,,


ELVIS voltaria a usar o lendário traje dourado mais uma vez em 1961 em um show no havai show que é claro foi propositalmente organizado pelo velho coronel  pois Elvis desembarcou no havai para as gravações do filme blue havai  no brasil com o titulo de feitiço havaiano uma curiosidade é que ELVIS só usa a parte de cima do traje pois dizia que era impossível fazer um show completo com o traje total por ser insuportavelmente quente  ELVIS por muito poucas vezes usou o traje completo,,, isso aconteceu apenas nos show em
nova York

terça-feira, 23 de junho de 2015

FOTO DO DIA




em 1957 Elvis Presley era uma estrela em força total a todo poder nas telas do cinema neste mesmo ano foi lançado um de seus melhores filmes LOVING YOU que teve um fato inédito e curioso a participação de seus pais vernon e Gladys Presley em duas cenas no filme em especial na musica final do filme onde pode ser claramente Gladys há bater palmas ou ver seu filho astro com força total na foto acima uma das cenas do filme

segunda-feira, 22 de junho de 2015

BLOG EVIS THE MAN GANHA NOVA SESSÃO PARA MELHOR INTERAÇAO COM OS FÃS


Resultado de imagem para elvis presley

eu digo Elvis dono e administrador do blog Elvis The Man fiquei um bom tempo sem postar nada no nosso blog mas tenho visitado e visto que muitos fãs seguidores frequentes tem sentido falta dos trabalhos feitos aqui e resolvi volta há todo vapor e resolvi criar uma sessão nova para o blog com o titulo foto do dia onde todo o dia estarei postando uma foto diferente mas sempre com informações como ano e local e algumas vezes acontecimentos relacionados e gostaria muito de pedir aos fãs que interajam com o blog pesam suas fotos favoritas por cronologia ano a ano eu seja 50 60 e 70 teremos prazer em publicar seu nome na foto postada mais uma vez agradeço a força dos fãs atenciosamente


DIEGO ELVIS SOUZA ADIMINISTRADOR

Ex Mulher De Elvis Presley Relembra Momentos De Seu Casamento Com o Mega Astro


Imagem relacionada


Não houve choro na capela, com exceção de lágrimas de alegria, quando Priscilla Presley recentemente serviu como dama de honra em uma cerimônia realizada na Graceland Wedding Chapel de Elvis Presley em Las Vegas.
A noiva do evento usava um vestido branco com sobreposição de renda, muito semelhante ao usado por Priscilla quando ela se casou com o Rei do Rock ‘n’ Roll em 1967. Lembranças daquele dia vieram à tona para Priscilla e ela falou à Closer Weekly:


“Me lembro de estar muito nervosa. Como qualquer casal, estávamos muito nervosos”.
A cerimônia aconteceu na nova capela que faz parte Graceland Presents Elvis: The Exhibition — The Show — The Experience at Westgate Las Vegas Resort & Casino. O casamento, que a família Presley participou, foi seguido por uma cerimônia de inauguração de uma exposição.
O rei poderia ter desfrutado as núpcias no Viva Las Vegas, mas Priscilla, que hoje tem 69 anos,


recordou que foi tudo bem diferente disso.
Meu casamento foi muito incomum. Só estiveram presentes pessoas bem próximas da gente, foi tudo bem privado e isso é o que nós queríamos. Nós não queríamos um fã-clube. Nós não queríamos um circo. Nós queríamos que fosse do nosso jeito e que aquele momento não fosse roubado de nós”.
Priscilla preza suas lembranças do dia especial, que aconteceu há 48 anos no dia 1 de Maio de 1967, quando ela tinha 21, mas ela também recorda das dificuldades que teve para manter a cerimônia e seu vestido em segredo.
Eu fui a lugares como a loja Neiman Marcus totalmente disfarçada. Eu cheguei a usar uma peruca e tudo apenas para tudo ficar em sigilo total!”, disse.


Elvis Presley: um outro lado do rei




Apesar de ter tido um irmão gêmeo que nasceu morto, Elvis Presley foi criado como filho único e, assim, foi superprotegido por sua mãe Gladys. O resultado foi ele ter desenvolvido uma espécie de fanatismo mórbido pela figura materna, o qual o acompanhou até sua morte. Dizem que, na mansão de Graceland, o quarto da mãe, depois desta ter morrido, ficou intocado e somente Elvis podia adentrá-lo.

A família real
A família real



Segundo o livro "Elvis E A Revolução Do Rock", escrito pelo biógrafo Sebastian Danchin e publicado no ano de 2010 pela editora Agir, o fato apontado no parágrafo anterior acabou tendo consequências na vida conjugal do "rei do rock".
Após sua esposa Priscilla dar à luz a filha Lisa Marie, Elvis não conseguiu mais vê-la como mulher. Era, em primeiro lugar, mãe e sua fixação pela figura materna anulou seus desejos sexuais pela esposa. Este foi um dos motivos do divórcio que teve, em muito, contribuição para a decadência física e mental que o levou à morte.
No mesmo livro é, também, narrada a obsessão de Elvis Presley por "ninfetas". Ele começou namorar Priscilla quando ela tinha apenas catorze anos de idade. O livro deixa a entender que tal obsessão tinha ligações com o "complexo" de Elvis em relação à figura materna: o corpo feminino em formação de uma adolescente não remetia ao corpo adulto de uma mulher, potencialmente uma mãe.
Paradoxalmente, tal "complexo" está ligado à educação excessivamente religiosa e moralista típica das famílias pobres do sul dos Estados Unidos no Pós-Guerra, a qual inculcava uma noção de respeito quase paranoica na mentalidade do indivíduo em relação aos valores familiares e, consequentemente, à importância da figura materna como sua principal mantenedora (para se ter uma ideia, Elvis se referia às pessoas mais velhas que ele como "senhor" e "senhora", mesmo as negras, isto numa região de forte tradição segregacionista). Jerry Lee Lewis, assim como Elvis, também era chegado numa "ninfeta". A sociedade, na região, encarava com normalidade a situação.
A fortuna de Elvis Presley conseguiu aglutinar ao seu redor uma gangue de sanguessugas e aproveitadores que ficou conhecida como Máfia De Memphis. Eles eram os responsáveis por sair, pelas noites da cidade, à "captura" de "ninfetinhas" que eram conduzidas a Graceland, para satisfazer os desejos do "rei".
Esta é apenas uma entre tantas histórias escabrosas narradas no referido livro. Leitura indicada para aqueles que idolatram astros da música e se esquecem que, antes de tudo, eles são de carne e sangue.

quinta-feira, 19 de março de 2015

LIVRO ELVIS WHAT HAPPENED? Parte 17






CONTINUAÇAO DO LIVRO  ELVIS WHAT HAPPENED? CAPITULO 16



ELVIS O QUE ACONTECEU

Isto foi 1975. Em Las Vegas, diante de uma
casa lotada com 2,500 pessoas na sala de
show do Hotel Hilton Internacional, Elvis
Presley tinha acabado de terminar seu
último número programado, mas em vez de
desaparecer nos bastidores e entrar
correndo no seu camarim, ele permaneceu
de pé em frente do microfone. A maioria
dos relatos da imprensa eram totalmente
errados, ele disse ao público, e ele queria
dizer como ele era, fazer a coisa certa. Por
exemplo, ele disse, "a outra noite eu tinha
uma gripe realmente ruim." Alguém
começou um boato que eu estava drogado.
Se algum dia eu descobrir quem começou
isso, eu vou bater sua cabeça na parede, e
eu vou arrancá-la fora. Eu nunca estive
drogado na minha vida! " Nem, ele
continuou, ele já tinha tomado drogas. Isso
traz um sorriso aos rostos de Red West,
Sonny West e Dave Hebler, que estavam
todos trabalhando para ele como guarda costas
naquele momento Segundo eles,


Presley, como muitas personalidades do
show-business, teve uma experiência
considerável com muitos tipos de drogas.
Recorda Red West: "Ele toma pílulas para
dormir. Ele toma pílulas para acordar. Ele
toma pílulas para ir para o John, e ele toma
pílulas para impedi-lo de ir ao John."
Houve momentos que ele era tão hiper
estimulado pelas pílulas, que ele tinha
dificuldade para respirar, e na ocasião ele
pensou que ia morrer. Seu sistema não
funcionava mais como um ser humano
normal.
As pílulas estavam fazendo todo o trabalho
para ele. Ele era uma farmácia ambulante.
Ele fumou maconha, mas ele não gostou de
fumá-la, porque ela queimava a garganta
dele. Ele tomava estimulantes e todos os
tipos de analgésicos muito fortes.
"Percodan" e essas coisas que eles dão aos
pacientes com câncer terminal. Ele tem
muitas vezes adquirido prescrições com os
nomes de muitos dos rapazes, e de vez em
quando ele tinha um médico (não vou
mencionar o nome deles neste livro) que
usou para compensar suas prescrições, mas

desde então tem desaparecido. Sim, ele
sabe muito sobre as drogas.
Sonny West, encolhe os ombros e diz: "Há
uma completa doença acontecendo com
ele. Seu sistema é apenas um tiro para o
inferno."
Dave Hebler, um homem que dedicou os
últimos dezoito anos de sua vida ao estudo
do karate, é mais incrédulo do que Red ou
Sonny. "Depois de conhecer o cenário com
Elvis, fiquei surpreso. É loucura absoluta
que um ser humano iria querer cometer
suicídio lento, é o que sinto que ele está
fazendo com as drogas." Eu não consigo
entender como alguém pode
deliberadamente estar prestes a fazer isso
com ele mesmo. Aqui está um cara, uma
das pessoas mais populares do mundo. Ele
pode ter qualquer coisa que desejar. Ele
tem os meios. Ele poderia ter sido um
fantástico modelo físico. É difícil para mim
entender como ele pode deliberadamente
querer destruir a si mesmo. Parece que ele
está determinado a morte.
"A coisa sobre ele é que Elvis não se
importa., Ele não dá a mínima. Não consigo

encontrar as palavras para dizê-lo forte o
suficiente. Quero dizer que ele é uma
pessoa fascinante, o ser humano mais
fascinante que eu já conheci. ele é
composto de contradições, ele é como uma
bola de pingue-pongue indo pelo corredor.
Você nunca sabe de um minuto para outro
se ele vai apontar a arma para alguém, ou
se ele vai beijá-los, é um pouco bizarro, mas
eu estou realmente lutando para encontrar
as palavras para enfatizar esta "faceta"
particular sobre a instabilidade de sua
personalidade."
Red West, esta convencido que as doses
maciças de várias pílulas tomaram um
pedágio não só no corpo de Presley, mas
também sobre a sua personalidade. As
doses contínuas de altos e baixos têm
completamente deformado seus sentidos.
Deve-se salientar que os guarda-costas,
particularmente Red e Sonny, não eram
inocentes. Desde a primeira vez que Presley
descobriu o que um suave "Dexedrine"
poderia fazer para levantar o ânimo ou
começar um dia depois de apenas algumas
horas de sono, eles foram junto com ele.
Tanto Red como Sonny admitem

abertamente que a partir de 1960, durante
todo o período em que eles estavam em
locais de filmes com Presley, eles estavam
voando "alto" na maioria das vezes.
"Não havia outra maneira que nós
poderiamos manter-se com ele", diz Sonny.
Ele nunca conseguiria dormir. Então vem
seis da manhã para uma convocação inicial,
e nós estariamos derrotados. Então ele nos
daria essas pílulas mais elevadas e nós
poderiamos beber café o dia todo. Depois
de um tempo, nos formamos com ele em
pílulas mais fortes como "desbutal" e
"escotrol." Nós estávamos lá, exatamente
como ele.
Não fique com a idéia de que somos anjos.
E se nós ainda estavamos "ligados" quando
era hora de ir para a cama, ele nos daria
tranquilizantes, como Valium, embora já
tomamos pílulas muito mais fortes para
este fim. Coisas como Placidyl, que
realmente te derruba como um laço. Ele
nos daria estas coisas.
Algumas vezes gostaríamos de pedir isso
para ele, mas outras vezes nós realmente só
queriamos dormir um pouco, ter um sono

natural. Em alguns desses filmes, enquanto
Elvis estava "ligado" e "alto" como uma
pipa, nós às vezes escapavamos fora do lote
do estúdio e procurava uma vaga para se
esconder sob adereços e outras coisas e
dormir um pouco enquanto ele estava
gravando diante das câmeras. Foi a única
maneira que tivemos um sono natural,
porque ele estaria como um trem a vapor
durante todo o dia, e nós apenas teriamos
as primeiras horas do dia de folga, porque o
homem estava em tremendo movimento.
Ele nunca parava. Havia outra quando ele
estava ficando "alto", ele tipo, exigiu que
você ficasse "alto" junto com ele.
Às vezes, ele ficava na minha frente e
assistia eu tomar essas coisas, porque havia
algumas coisas que ele me deu, eu não sei o
que era, mas eu poderia ficar quebrado e
suado. Então, muitas vezes ele me daria um
punhado de pílulas, e eu poderia abri-las.
Ele sabia disso, então ele ficava na minha
frente com um copo de água. Nos últimos
anos, eu simplesmente recusava as pílulas,
e isso deixava ele chateado. Eventualmente,
ele parou de oferecê-las para mim. À luz da
tradicional imagem de Presley, as histórias

dos guarda-costas parece incrível, mas
todos os três se ofereceram para fazer um
teste de detector de mentiras se alguém se
importa em desafiá-los.
Red West, diz que durante a década de
1960, Presley estava principalmente
envolvido com "estimulantes e
anfetaminas." Mas por volta de 1970, ele
começou a tomar os calmantes. Ele tinha
tomado antes, e isso foi quando ele teve seu
primeiro problema de peso, mas ele
começou neles mais pesado em 1970, e
ficou particularmente mais pesado para
eles em 1972, depois que Priscilla deixou
ele por Mike stone. Isso foi o certo, até que
nós o deixamos em 1976, quando a situação
tinha ficado ridícula ". Apesar de tudo isso
que Red viu, no entanto, ele nunca poderia
dizer que Presley já teve alguma
experiência com heroína.
O fato de que os remédios eram uma parte
importante de sua vida foi comprovada, já
em 1960, logo após a conclusão do "G. I.
Blues", primeiro filme de Presley depois de
seu retorno do exército. Presley tinha
planejado descansar e relaxar em um fim
de semana em Las Vegas com a sua "Máfia

de Memphis". O grupo formado por:
Presley, Sonny e Red West, Joe Esposito,
seu primo Gene Smith, Lamar Fike e
Charlie Hodge - teve de partir de Los
Angeles em uma limusine Cadillac branco e
um Mark VI Lincoln. Elvis, disse que Sonny
já tinha ido com ele a Las Vegas em 1956,
mas eu e alguns dos outros caras, nunca
tinha estado lá. Estávamos todos excitados.
Bem, nós partimos em alto astral. E no
meio do caminho paramos em Barstow.
Elvis pede a Gene Smith para dar-lhe o seu
kit que estava na bolsa. Era
responsabilidade de Gene Smith cuidar do
kit na bolsa de Elvis. Elvis disse que ele
queria escovar os dentes ou algo assim.
Bem, nós realmente sabia o que ele queria.
Ele guardava seus comprimidos em sua
mochila. Foi então que ele descobriu que
Gene Smith, tinha deixado a mochila com o
kit de pílulas no hotel em Los Angeles. Em
vez de encolher os ombros e deixar pra lá,
Elvis realmente ficou louco de raiva, mas
tão louco que ele disse para nós dá a volta
no carro e voltarmos. Nós não estávamos
mais indo para Las Vegas agora. Nós
estávamos voltando para Los Angeles. Nós
todos ficamos desanimados. Então, depois

de estarmos no meio do caminho para Las
Vegas, ele decide dirigir de volta, porque
ele não tinha sua pequena mochila com
seus comprimidos na mesma. Elvis decide
dirigir, e ele está xingando e gritando com a
gente.
"Nós estamos desanimados e nós estamos
cansados e Gene começa a cochilar. Toda
vez que ele faz isso, Elvis bate-lhe no peito
com as costas da mão e grita com ele, 'Não
haverá sono maldito, você está me
escutando? ele empurra o pobre Gene até
acordá-lo. 'Não, chefe.' Joe na parte de trás
está cochilando e mastigando o chiclete ao
mesmo tempo. 'Joe, droga, eu disse para
não dormir."
Joe responde: "Eu não estava dormindo,
apenas olhando para fora da janela."
Foi desta maneira que nós percorremos
todo o caminho de volta para Los Angeles.
Ele estava tão chateado com a gente; ele
estava se comportando como uma maldita
criança mimada, porque ele não conseguiu
o que ele queria.
A tropa marchou de volta para o Hotel
Beverly Wilshire. Charlie, Lamar e Sonny

Resultado de imagem para elvis 1974


ELVIS: O ACONTECEU

despiu-se e caiu na cama. Justamente
quando eles estão cochilando, o telefone
toca alto no quarto. É Joe Esposito: "Venha
para baixo, nós vamos embora. Ele decidiu
voltar novamente." Sonny lembra que
quando eles chegaram no carro, Presley
tinha recuperado a bolsa com o kit de
pílulas, e estava distribuindo para a longa
viajem de volta para Las Vegas.
Presley estava "alto". Fora de Los Angeles,
estourou o pneu dianteiro esquerdo do
carro novo, a calota do pneu saltou longe.
Presley estava mortificado. "Nós não
podemos ir para Las Vegas sem uma calota.
Droga. Eu quero vender este carro."E
finalmente encontramos a calota e
continuamos a nossa jornada.
Eles chegaram em Las Vegas por volta das
onze horas da manhã. todos vestindo
ternos pretos de seda e óculos de sol.
Eu acho que é onde nós tornamos a 'Máfia
de Memphis." Sonny lembra, porque a
gente se vestia como os caras da Máfia.
Elvis naqueles dias sempre exigiu de nós
para usar ternos e gravatas.

Assim que eles chegaram, Presley foi para
as mesas de jogos. Em poucas horas, ele
perdeu dez mil dólares. "Depois disso", diz
Sonny ", ele descobriu que ele poderia jogar
com o dinheiro da casa, onde ele não iria
ganhar, mas também não perdia, assim
como uma espécie de figurante. Depois que
ele começou a brincar com o dinheiro da
casa, ele teve a mais incrível corrida de
dados que você já tinha visto. um cara que
estava apostando em seus lançamentos
ganhou uma fortuna e queria dar algum
dinheiro para Elvis, mas ele recusou. "
Naquele fim de semana, de acordo com
Sonny, com uma pequena ajuda dos
"amigos" de Presley, as "pílulas" nós
dormimos cerca de duas horas. Nos
primeiros dias, diz Red, os "estimulantes"
foram apenas uma maneira de Presley e
seus rapazes, tornar a vida um pouco mais
divertida. "Eu sei que eles são perigosos,
especialmente a maneira como nós
tomamos, mas isso, realmente não foi o
início de algo "sinistro."
Por exemplo, eles foram muito útil quando
se joga futebol. "Elvis organizou um time de
football chamado "Elvis Presley


Enterprises", diz Red. "Nós também tinha
um lado provocativo, quando morávamos
em Los Angeles e jogavamos com outras
equipes dos estúdios de cinema e televisão.
Lee Majors foi um grande jogador naqueles
dias;. Então estavam Michael Parks e Gary
Lockwood e um monte de outras estrelas
que Elvis jogava, mas é claro que nós
demos a ele bastante proteção.
Nestes jogos nós engoliamos uns dois
estimulantes, e nós jogariamos muito,
como quatro ou cinco jogos em uma tarde,
entrando pela noite. As pessoas nos via e
perguntava como nós faziamos isso. Bem,
isso é como. Ocasionalmente, Elvis nos
daria essas coisas para os nossos
ferimentos para as nossas dores e
contusões e torsões. Eles eram
"analgésicos."
Depois de cinco ou seis horas no parque de
diversões em Memphis, nesses "carros
bate-bate", lembra Sonny. "Nós estávamos
todos machucados, então, gradualmente,
nós começamos a tomar os analgésicos.
Mas nada ainda como Elvis estava levando
isso para o fim.

Eu tinha visto ele literalmente com dezenas
de garrafas de cada tipo diferente de
pílulas. Agora, ele sabe muito sobre elas.
Ele sabe qual a pílula deve se misturar com
outra pílula. Ele sabe qual as dosagens, e o
resultado exato de cada dosagem.
Às vezes, ele calculou mal e teve alguns
efeitos ruins, mas na maioria das vezes, ele
sabia o que estava fazendo, pelo menos ele
pensa que ele sabia. ele tem diretórios
médicos sobre as pílulas e ele sabe os
códigos de cor. Mostre a ele uma pílula, ou
diga a sua cor na cápsula, e ele pode
identificá-la em um segundo.
Red diz, que o público dos seus filmes
poderia notar a diferença de Presley se eles
pudessem comparar seus filmes antes do
exército com aqueles que ele fez depois do
exército. "A partir de "G.1. Blues", você
pode notar a maneira como ele fala. Ele
teve que fazer um esforço real para retardar
seu discurso lentamente. Ele falava como
uma metralhadora naqueles filmes quando
ele estava "ligado" com as "anfetaminas."
Ele estava "alto" o tempo todo, e nós
estávamos na maioria das vezes também."

Qualquer tipo de abuso de drogas pode
produzir um comportamento bizarro. Às
vezes, provocou em Presley para fazer os
mais luxuosos e generosos gastos
excessivos. Qualquer pessoa só teria que
sugerir a ele que desejava comprar algo, e
Presley iria comprá-lo para eles no local, é
claro, houve muitos momentos em que ele
delirava simplesmente pelo prazer de dar, a
sua generosidade nunca poderia estar em
questão.
Há outras vezes, Quando ele estava"ligado",
para usar a expressão de Dave Hebler, em
que seu humor e suas ações assumia uma
violência negra e assustadora. Houve duas
ocasiões de fúria violenta que estavam
ligadas a Red West, o homem que deu a
maior parte de sua vida para a Proteção de
Presley.
Em 1973, Presley estava se apresentando
em Las Vegas, no Hotel Hilton. De repente,
no final de uma canção, ele perdeu
completamente a voz. Red e Sonny não
podia dizer exatamente o que tinha
acontecido.



Imagem relacionada

Mas ambos teorizam que ele tinha tomado
tantas pílulas que a sua garganta de repente
secou. Ele veio do palco em pânico, e Red e
Sonny chamaram Dr. Elias Ghanem e Dr.
Sidney Boyer. Dr. Boyer, usou um
equipamento especial, e limpou a garganta
de Presley de uma quantidade substancial
de muco e congestionamento. Menos de
dez minutos depois, Presley foi capaz de
continuar seu Show. Red recorda que
Presley tinha muita fé em Sidney Boyer, fé
bem colocada, porque o homem era um
especialista em lidar com vários problemas
de garganta.
"Por volta desse tempo", diz Red", ele
estava indo para o Dr. Boyer todos os dias,
e Dr. Boyer estava fazendo um grande
trabalho limpando a garganta de Elvis.
Chegou a ser uma obsessão para ele ir para
o Dr. Boyer, apesar de não haver dúvida de
que o cara sabia o que estava fazendo. Uma
noite, depois de ter-nos mantido perto dele
durante todo o dia, nós finalmente fomos
dormir. Eu tomei um comprimido para
dormir e estava quase cochilando. Isso deve
ter sido por volta das nove horas da manhã.
Eu sabia que era ridículo esperar pelo sono.

De repente, recebi uma chamada telefónica.
Ele queria ver Dr. Boyer imediatamente. Eu
posso ter dito algo como, 'Ei, cara, você não
foi lá esta noite?. Qual é a razão para querer
voltar lá tão cedo? De qualquer forma, ele
estava aborrecido ou algo assim. Eu lhe
disse que tinha acabado de tomar um
comprimido para dormir, e ele disse, 'Bem,
volte para a cama. " Eu sabia que o tom em
que ele disse isso. Ele era uma espécie de
dizer que eu estava querendo botar ele para
baixo. Eu disse, 'Não, eu estou botando
você para cima. É o meu trabalho. Eu vou
com você.
"Eu me vesti rapidamente e fui para o pátio
de entrada e entrei na sua suite. Sonny
estava lá e ele poderia ver que eu estava
chateado. Bem, Elvis entra em seu quarto e
pega sua" M 16 ". Ele diz: 'Eu' estou indo
para explodir a sua maldita cabeça fora."
Red, apesar de sua brutalidade e boa
vontade, não diria tantos palavrões
pesados, mas ele estava com raiva. "Atire,
seu filho da puta", ele disse, "vá em frente,
atire ... Nós só temos uma vida para lhe
dar. Atire."

Sonny West estava tentando acalmar todo
mundo.
Red estava mais furioso do que o inferno, e
lá estava este homem apontando uma arma
"M 16" para ele. "Eu pensei que algo estava
realmente indo para baixo", lembra Sonny.
"Red estava com raiva e Elvis tinha a arma
e ele estava aborrecido. Então, no momento
seguinte, Elvis vira e pisca os olhos para
mim, como se isso fosse nada. Isso é o quão
rápido esse cara pode mudar."
Foi depois desse incidente que Presley
ditou uma longa e desconexa carta para
Red sobre filosofia e forças psíquicas.
Cerca de seis meses depois, um confronto
semelhante ocorreu, mais uma vez entre
Presley e Red West. Presley tinha
terminado um show e estava fazendo a
corte em sua suíte no hotel. Havia cinco ou
seis mulheres em sua suite. Não havia
nenhum interesse romântico envolvido.
Presley estava simplesmente mostrandolhes
seus truques de karatê. Uma mulher,
uma senhora casada, estava encantada com
a demonstração de karatê e perguntou a
Presley como ele fez isso. Na demonstração

que se seguiu, Presley quebrou o tornozelo
da garota, completamente por acidente.
Sonny e Red lembram da menina
mancando no quarto tentando não causar
uma confusão. Uma das principais razões, é
claro, era que o marido não sabia que ela
estava na suite, e ela não queria que ele
soubesse, para que o incidente não fosse
mal interpretado.
Se Presley estava ciente de que ele havia
quebrado o tornozelo da garota não é
certeza, mas ambos Red e Sonny recordam
que ele não fez nenhum esforço para obter
informações sobre o seu bem-estar. Ela
teve uma operação que envolvia ter um
pino colocado em seu tornozelo, e em um
ponto havia alguma dúvida se ela não iria
processar Presley. Mas antes que houvesse
qualquer conversa de um pedido, Red
lembra, ele teve que correr e interferir para
manter o marido da garota longe de
Presley. Ela tinha finalmente dito ao
marido o que tinha acontecido, e ele queria
arrumar algumas coisas.
A má noite começou na sala de exposição
do Las Vegas Hilton. Isto foi em 1974. Eu

estou nos bastidores. Agora Elvis tem essa
de jogar lenços para o público
Esta noite essa garota tinha um lenço dela
mesma, e ela jogou-o para Elvis e ele iria
jogá-lo de volta para ela. o Lenço ia e
voltava. Eu acho que ela queria que ele
viesse entregar o lenço para beijá-la. Bem,
ele estava "alto". Ele jogou o lenço nas
costas dela e disse para ela não jogá-lo
novamente. Ele começou a caminhar para
fora do palco, e ela jogou o lenço
novamente e bateu no ombro direito dele. .
. "isso não foi grande coisa."
Eu vi isso e eu mencionei para o guarda de
segurança que o parou. Mas Elvis estava
realmente furioso.
No camarim, ele nós chamou, agora havia
um guarda de segurança lá enquanto tudo
isso estava acontecendo, e ele disse, 'Como
é que ninguém não parou aquela garota?..
Eu disse a Elvis se eu tivesse ido lá e jogado
o lenço longe da garota, isso poderia olhar
ruim... Eu mesmo teria sido um tolo. Tudo
o que ele tinha que fazer era ter deixado a
maldita coisa terminar ali mesmo. isso é o
que eu disse-lhe, nada mais do que apenas

isso. Bem, quando chegamos na suíte, ele
explodiu. "Maldito, você nunca mais fale
mal de mim nas minhas costas na frente de
um guarda de segurança. você trabalha
para mim. "Ele estava enlouquecido."
Presley chamou Red de tudo no seu
dicionário de palavrões e insultos. "Você
desgraçado de cabelo vermelho, seu filho
da puta." Nenhum homem tinha chamado
esses nomes com Red West e continuaria
com os dois pés firmemente plantados no
chão por muito tempo. Red estava sentado
em um banco no bar da suite e Sonny West
estava lá, mais uma vez vendo uma situação
feia se desenvolver. Houve bastante
adrenalina bombando que dava para
iluminar uma duzia de salões de uma
cidade. Sonny tinha uma garrafa de água na
mão e disse que era para ele pensar
calmante antes de falar: "Oh, vamos lá,
Elvis."
Presley irado. "Você fique fora disso", disse
ele, batendo na água na mão de Sonny.
"Você nunca mais fale mal de mim nas
minhas costas na frente dos guardas." Red
tentou explicar que ele não estava falando

mal dele, apenas estava tentando dizer para
o guarda a forma como foi.
"Eu estava chocado," Red lembra. "O grupo
inteiro estava lá, enquanto ele estava me
xingando de tudo quanto era palavrões.
Ninguém nunca chamou esses nomes
comigo."
Quando Red continuou tentando explicar,
Presley pegou o cano longo de seu revólver
"Savage 22", que estava em seu quadril.
Sonny lembra: Red estava começando a
ficar branco e eu vi nos olhos dele, ele
estava pronto para atirar o banco. Elvis
estava prestes a puxar a arma e Red diz,
'Não faça isso, Elvis. Não puxe a arma."
Elvis parou, porque ele sabia que Red
estava pronto para ir para a guerra e chutar
o traseiro dele. Mas ele queria puxá-lo. Ele
não poderia ter conseguido isso rápido o
suficiente, mas ele viu algo nos olhos de
Red.
Red diz que ele apenas ficou lá e tomou
isso. "Eu sabia que se eu tivesse jogado o
banco nele, isso teria sido o fim do meu
trabalho de segurança e para minha
família. Eu pensei, inferno, deixe o tolo

louco colocar isso tudo para fora. Então eu
disse a ele, o marido da garota está lá fora
procurando por você. Nós estamos
tentando mantê-lo longe. Você sabe, o
marido da garota cuja tornozelo você
quebrou em uma demonstração de karatê?
E ele gritou de volta: 'Onde está o filho da
puta? Traga-o até aqui." Seu pai, Vernon,
estava tentando esfria-lo, mas Elvis estava
tão "alto" e tão irritado que ninguém podia
falar com ele. E o tempo todo ele está
usando essa arma em seu quadril. Foi uma
situação cabeluda. Jerry Schilling tentou
falar com ele e Elvis disse: "Dá o fora
daqui." Jerry não tomou muito da merda de
Elvis também, e ele só saiu do quarto. "
Mais tarde, em um momento mais calmo,
Presley enfrentou a situação da garota cujo
tornozelo ele tinha quebrado. Ela assinou
uma liberação de não processar. Presley
pagou todas as contas do hospital e pagou a
conta para ela seu marido e alguns amigos
para ver o show dele e ficarem hospedados
no hotel.
Apesar dos resultados óbvios da farra de
pílulas tomadas por Presley, ele parecia

saber muito pouco de seus excessos. Em
agosto de 1975, ele cancelou sua agenda de
Shows em Las Vegas depois de duas
apresentações.
Red relata: "Joe Esposito ligou e disse que
uma ambulância tinha levado Elvis para o
hospital. Ele tinha tomado alguma coisa
que tinha afetado sua respiração. Eu estava
em casa, em Memphis, quando Joe me
ligou. Eles disseram que era exaustão ou
pneumonia.... Eu já tinha visto esses
problemas respiratórios antes."
Quando Presley cancelava em Las Vegas,
era um problema. Em um ponto ele queria
cancelar mesmo antes de um show, depois
que as pessoas estavam sentadas. Era típico
que o coronel Tom disse-lhe, de acordo
com Sonny, "Eu posso cancelar todos o
seus shows de hoje e de amanhã, nós temos
que fazer um bom dinheiro. Mas eu não
vou lá fora agora que as pessoas estão
sentadas e dizer-lhes que você não vai se
apresentar. Se você quiser fazê-lo, chame o
seu pai para ir lá no palco e dizer-lhes. "
Sonny recorda que ninguém estava muito
interessado em fazer isso. Presley ficou
naquela noite, e o Coronel disse-lhe para

ELVIS: O ACONTECEU

Imagem relacionada

sair de Vegas, se ele estava se sentindo
doente, ele cancelaria seus shows restantes.
Red lembra o que começou toda a situação.
Sonny estava em Las Vegas esperando, e
Red, Charlie Hodge e Presley estavam para
chegar em um avião a Jato privado. Presley
tinha comprado o avião apenas quatro ou
cinco dias antes do compromisso.
"No avião ele tomou algumas de suas
pílulas," Red disse. "Ele começou a ficar
muito "alto". Ele estava na parte de trás do
avião." De repente Presley gritou: "Eu não
posso respirar! ele deixou a máscara de
oxigênio cair." Red recorda que seu chefe
estava ofegante e que ele e Charlie Hodge
ficou muito apreensivo ,. A máscara de
oxigênio parecia não estar fazendo efeito
em Presley que estava tonto. "A respiração
dele ficou gravemente desordenada", Eu
notei uma saida de ar no chão do avião, e
havia uma grande quantidade de ar que
saia de lá. Elvis estava deitado no chão com
o rosto virado para a abertura de ar onde o
vento soprava rápido.
Então Red e Charlie ouviram as palavras de
Presley que deixou eles com medo." Eu não

vou fazer isso ", ele engasgou."POUSE O
AVIÃO" "um pouso de emergência foi feito
em Dallas, Presley, Red e Charlie, foram
para um motel e ficaram lá durante cinco
horas, enquanto o piloto mudava os planos
de vôo. "Ele estava bem logo depois disso",
diz Red.
"Os efeitos das pílulas tinham
desaparecido"
Sonny e Red dizem terem visto Presley
secar no narcótico "Demerol", ele ficava
completamente drogado balançando a
cabeça com a boca torta. Eles recordam que
foi sugerido a alguém para tirar uma foto
dele para que ele pudesse ver como ele
ficava nesses momentos.
Todos eles concordam, se não tivesse sido
no tempo do Dr. George Nichopoulos,
Presley poderia ter tido mais problemas
com as drogas. Ambos Red e Sonny dizem,
que tanto o Dr. Nick, como Joe Esposito,
muitas vezes trocava as cápsulas e drogas
que Presley tinha contrabandeado e
substituia elas por inofensivas vitaminas.
Dr. Sidney Boyer, que o tratou por seus
problemas de garganta, e Dr. Ghanem não

eram tão perto de Presley e provavelmente
não sabia nada de seus abusos. Red, Sonny
e Dave todos viram Presley em um estupor
completo depois de suas ingestões de
"Pílulas". Houve, diz Sonny, apresentações
que ele fez, e que ele não se lembra. O
público devia saber que alguma coisa
estava acontecendo. Às vezes ele se levanta
e fala para o público em vez de cantar. Ele
vai falar de suas filosofias sobre a vida e
isso é muito chato. As pessoas estão indo lá
para ver a mágia de Elvis cantando.
"Uma noite, ele fez uma exibição de karaté
que durou no mínimo vinte e oito minutos
direto, isso foi em Las Vegas. As pessoas
estavam andando por todos os lugares. Eu
nunca vi uma palavra da imprensa sobre o
assunto. Ele vive uma vida encantada.
Algumas vezes ele vai esquecer a sequência
das canções, e ele vai esquecer as letras das
músicas. Outras vezes, há músicas
programadas para serem cantadas, e ele vai
simplesmente se recusar a cantá-las."
Por outro lado, diz Dave Hebler, "Quando
ele é honesto e ele está emagrecido e ele
canta com a sua própria energia. Não existe

nenhum artista como ele na terra. Ele é um
artista NATO.
Toda a Máfia de Memphis sabe sobre os
hábitos incessantes e potencialmente
perigosos de Presley de tomar todos os
tipos imagináveis de "anti-depressivos e
tranquilizantes." E há outros que conheço,
em algum grau, sobre os hábitos das
"pílulas de estalo" de Presley, dois detetives
disfarçados da narcóticos sabia.
Enquanto em turnê por várias cidades,
Presley, com sua paixão por qualquer coisa
relacionada com o trabalho da polícia ou
brincando de Políciaa e ladrão, muitas
vezes tinha contatos muito próximos com a
polícia local. Havia vários detetives do
Departamento de Polícia de Denver que
Presley ficou particularmente próximo.
Coronel Tom sempre teve contatos estreitos
com policiais em todo o país. Se a cidade
em causa permitisse seus policiais fazerem
trabalhos extras, ele costumava recrutá-los
para ajudar no trabalho de segurança,
pagando exatamente as mesmas taxas que a
cidade pagava. Esta prática sempre
promoveu boas relações entre a comitiva de

Presley ea polícia local. Os detetives que
Presley conheceu em Denver apresentou-o
a alguns policiais da narcóticos disfarçados,
que, em virtude de seu trabalho, vai
permanecer "anônimo". Red relata: "Onde
quer que você vá, você pode muito bem
avaliar que tipo de departamento de polícia
de uma cidade tem esses policiais. "Esses
policias de Denver", e Sonny e Dave pode
me apoiar, eles são tão desonestos e tão
profissionais que você vai encontrá-los em
qualquer lugar do país. Eles são
trapaceiros, e honestamente, e isso não tem
nada de absurdo, sem corrupção. Bem, nós
estamos em Vail, e Elvis de alguma forma
tem este material analgésico realmente
pesado. ele tinha a prescrição, não me
pergunte como ele conseguiu, porque ele
vai dizer que temos de colocar alguém no
local. De qualquer forma, em Denver ele
tinha essa infecção de uma unha encravada.
Agora o médico da polícia vem junto, que é
apresentado por estes dois policias da
narcóticos. Agora, os policiais não sabem
nada sobre os hábitos de Elvis. Mas, em
seguida, Elvis pede uma pesado analgésico,
e o médico da polícia não quer dar para ele.
em seguida, o médico da polícia mostra a

receita que Elvis tem para os policiais
disfarçados. Agora, os policiais sabem que
isso é uma droga muito pesada. Quando os
policiais viram isso, eles ficaram
espantados.
Os policiais da Narcóticos mantiveram um
olhar atento sobre Presley. De repente, eles
perceberam seus altos e baixos e eles são
especialistas nisso. Presley estava
ricamente entretendo eles, mas os policiais
disfarçados estavam ficando inquietos,
Presley parecia estar ficando "alto". Dave
Hebler recorda que ambos os detetives
mencionou suas observações para ele e
Red. Eles foram evasivos, mas era óbvio
que o "gato estava fora do saco". Nada foi
dito a Presley. Ele deixou Denver, mas
voltou algumas semanas mais tarde, em
Fevereiro de 1976.
Dave Hebler retoma a história: "Agora
vamos para Denver e nós podemos ficar em
um hotel. É neste momento estes dois
policiais disfarçados tem uma conversa
com Elvis sobre o que eles pensavam que
estava para acontecer. Bem, nós não
ficamos no hotel mais de duas horas,
quando, de repente, vamos embora. Elvis

nos diz que temos que ir para Las Vegas, e
que não valia a pena trazer as nossas coisas.
"A razão pela qual ele está deixando o hotel,
foi que os políciais tinha falado para ele se
internar em um sanatório para se
desintoxicar das drogas, e que ele era uma
vergonha completa para eles, porque eles
eram oficiais da narcóticos e ele estava se
drogando bem na frente deles. Você sabe,
isso foi como dar um pontapé no peito
dele."
Red West acrescenta: "Deve-se ressaltar
que esses caras disseram a Elvis que
ninguém saberia do seu vício e que ele seria
bem tratado. Eles iriam supervisionar este
processo de desintoxicação pessoalmente.
Sua resposta foi:" Você acha que eu sou
registrado... "Você acha que eu não posso
lidar com isso sozinho? eu sou forte o
suficiente para cuidar de mim mesmo. Eu
sou forte o suficiente para me
desintoxicar."
Agora, esses policiais tinham visto todas
essas pílulas, e sabia que ele estava
tomando todos os tipos de coisas que iria
estragar-lo. Eles não poderiam viver com

Resultado de imagem para elvis 1972

eles mesmos sabendo que Elvis estava
fazendo isso para si mesmo, porque eles
gostavam muito dele. Eles se sentiram da
mesma maneira que nós sentimos por ele.
Nós só queriamos vê-lo andar em linha
reta, isso é tudo. O maior presente que
alguém poderia me dar, era me dizer que
Elvis Presley é honesto, magro e bonito da
mesma forma como eu o tinha conhecido
muitos anos atrás. Muito do que está
acontecendo com ele é culpa nossa, porque
nós cedemos as vontades dele como se ele
fosse uma criança.
Dave Hebler relata: "Deus, o homem às
vezes pode se comportar como se ele tivesse
dois anos de idade Às vezes, você pensa que
está cuidando de uma criança. Você não
pode ajudar, amo o cara, mas você fica tão
chateado com ele.
Houve uma vez em 1975, quando Red,
arriscou acender a ira de Presley, e decidiu
ter uma conversa de coração para coração
com ele sobre como ele tinha mudado. Red
tratou-o como se ele fosse seu irmão mais
novo, embora Presley é dezoito meses mais
velho do que ele.

Esta noite ele não estava "alto". Ele tinha
tomado um tranquilizante, e eu me
aproximei dele, porque quando você
começar a pensar em todos os presentes
que ele compra e todas as boas ações que
ele faz, é difícil apenas se sentar lá e se
levantar sem se preocupar com o cara. Eu
quero dizer, homem, eu amo o cara.
Houve momentos em que me senti com
vontade de largar tudo e ir embora, mas
não há como superar isso: Eu amo-o
mesmo que ele não me ame. Esta noite eu
disse a ele sobre toda a merda que ele
estava engolindo e como isso tinha mudado
sua personalidade. Eu lhe disse que eu
desejava que ele podesse voltar a ser como
ele era nos velhos tempos. Bem, ele me
surpreendeu o inferno. Ele não teve um
momento de raiva, ele apenas disse em voz
baixa: 'Sim, eu concordo com você.' E ele
não tem muito o que dizer naquela noite.
Então eu pensei que eu tinha realmente
feito uma boa ação. Sai com lágrimas nos
olhos e todo animado. Eu estava um pouco
emocionado, e eu pensei, bem, as coisas
podem ser diferentes a partir de agora. Os
bons velhos dias de diversão vão voltar.

Na manhã seguinte, eu levantei, e ele estava
sentado no sofá em sua suíte no Hilton e eu
pedi o café da manhã para ele. Eu sabia que
algo estava incomodando ele. Eu podia ver
isso no rosto dele. Ele estava construindo
alguma coisa na mente dele. Ele não falou
para ninguém em particular, mas eu sabia
que isso foi destinado para mim, 'Então, eu
não sou mais eu mesmo, hein?" Droga.
Eu não quero ouvir toda essa merda. . . . Eu
gostaria que as pessoas ficasse fora da
minha vida pessoal. Eu vou fazer o que
diabos eu quero fazer. Eu não preciso de
ninguém pregando para mim.
Neste momento eu fui para a cozinha. Eu
estava furioso. Ele tinha remoido a nossa
conversa a noite toda, e de repente ele faz
um inversão completa. Eu estava tão bravo.
Eu soquei a geladeira, e ele me segue, mais
calmo ele diz: "Porque você acha que eu
dou a vocês todos esses presentes? É para
compensar o inferno do trabalho que eu
faço vocês passarem, é pelo o trabalho que
vocês fazem. É por isso que eu dou todos
esses presentes".

Eu respondi: 'Sim, mas a conversa que
tivemos ontém a noite não significou nada,
certo? ela entrou por um ouvido e saiu pelo
outro. " E ele disse: 'Eu vou fazer o que eu
quero fazer e essa é a maneira que é. "Nessa
fase, eu desisti dele. Eu nunca tinha falado
com ele sobre drogas, e eu não voltei a falar
mais."
Em Las Vegas, nos círculos internos,
rumores sobre Presley, vôou abafado e
rápido. Vegas é uma cidade pequena e
segredos são difíceis de guardar. Alguns
dos rumores eram meia verdade; muitos
deles foram Escandalosamente imprecisos.
Mas os rapazes fizeram o seu melhor para
manter os rumores mínimos.
Sonny West se lembra de uma época em
que havia um boato particularmente ruim,
mas que não estava longe da verdade.
Ainda assim, ele sentiu que era o seu
trabalho para tomar as medidas necessárias
para que seja anulado. "Jackie Alison, o
cantor, era um bom amigo nosso. Ele era
um simpático almofadinha, e as pessoas
que trabalhavam para ele, eram muito
perto de nós. De qualquer forma, um dos
caras que ele me apresentou me disse que

ele queria falar sobre algo comigo. Bem, eu
fui para o Flamingo Hotel, onde Jackie
estava jogando, e esse cara que Jackie me
apresentou estava com mais dois caras.
Eles eram de Nova York, se você entende o
que eu quero dizer.
Isso foi no final de 1973, e Elvis já estava
servido para obter um monte de
massageadores de um cara que trabalhava
em um dos hotéis, não vou dizer qual hotel,
porque isso iria identificá-lo. Mas esse cara
foi usado para conseguir uma gorjeta de
cem dólares de Elvis, toda vez que ele
massageava ele. Além disso, Elvis iria
assinar uma nota fiscal, e isso foi triplicado.
Esse cara não só foi pago, mas ele tinha um
esquema onde ele iria apresentar a conta
duas vezes, até que eu pego ele. Então, ele
era um vigarista desde o início. Eu vou
chamar esse cara de 'Big Bill "(que não é
seu nome real).
De qualquer forma, parece que um desses
caras de Nova York, estava recebendo uma
massagem, e este "Big Bill" começa a
disparar sua boca que ele tinha massageado
Elvis Presley e que ele é um grande (viciado
em drogas). Minha mente fica zumbido, e

eu acho que se Big Bill disse isso para um
estranho, para quantas pessoas mais ele
teria dito? Bem, o cara que conhecia Jackie
Wilson diz que só estava me dizendo isso
porque ele sabe o quanto Jackie Wilson
ama Elvis. E eu, agradeço-lhe por sua
preocupação. Agora, um dos caras de Nova
York que é muito "malvado", se você sabe o
que eu quero dizer.
Ele diz para mim: "Como você quer lidar
com isso? Se você tiver qualquer problema,
me chame, que eu cuido dele. " Quero dizer,
Big Bill estava no deserto, fora de Las
Vegas, se eu tivesse dado a palavra para
esse cara. Eu poderia muito facilmente ter
dado a palavra. Tudo o que eu tinha a fazer
era chamá-lo e dizer: 'Faça isso." Alguém
naquela cidade poderia te eliminado o cara,
e eles teriam encontrado seu corpo no
deserto,. . . Teria sido mais um caso não
solucionado de se encontrar um corpo no
deserto.
Mas eu não quero nada disso, isso estava
indo longe demais. Mas nós tivemos de
calar a boca do cara. De qualquer forma, eu
tenho o número de telefone de Big Bill e,
Eu liguei para ele.

Eu disse, 'Eu poderia falar com Big Bill?'
Ele atendeu o telefone, e então eu disse:
'Você não sabe, eu estou apenas dizendo
para você. Você estava disparando sua boca
falando sobre uma determinada
celebridade que costumava dar-lhe gorjetas
de cem dólares, e você estava falando para
os outros como ele é um viciado ... e eu vou
te dizer agora, pare com isso, cara, ou você
vai sumir: Então, desliguei.
Elvis não me disse para fazer nada. Eu
estava agindo por conta própria. Na
verdade, eu só lidei com isso dessa forma,
porque não havia nenhum objetivo para têlo
chateado com alguma coisa, se isso podia
ser "controlado "
Red diz que muitas vezes, era melhor
manter muitas de suas conversas longe de
Presley, porque muitas vezes ele iria fazer
coisas para testar a lealdade de uma pessoa.
"Eu me lembro", diz Red ", uma vez nós
estávamos em um hotel no Colorado, e ele
ligou para o meu quarto e me disse para vir
vê-lo, que havia algo que ele queria me
falar. Bem, eu vou direto para seu quarto e
Elvis está deitado no chão. Eu pensei: Oh,
bem, ele apenas está cansado com algo.

Imagem relacionada



Então, eu tirei a roupa dele, e eu deitei ele
na cama, então eu cobri ele. Mas depois eu
comecei a pensar.
Quando ele falou comigo no telefone, ele
estava completamente normal, como se não
tivesse tomado nada, e eu entrei na sala em
menos de dois minutos. Agora nenhuma
droga faz efeito tão rápido. Então eu
suspeitava que ele não estava dormindo ou
dopado em tudo. ele estava bem acordado e
apenas fingindo, apenas para ver como eu
iria lidar com ele. Ele nos testou muitas
vezes assim.
"Ele sempre queria saber se nós eramos
realmente dedicados a ele.... É claro que,
naqueles dias, havia muito pouco que
qualquer um de nós não teria feito por
sugestão"


CONTINUA,,,,,,,,